CX: Van der Poel e Brand regressam do Natal com mais uma vitória!

A pausa do Ciclocrosse foi apenas para os dias de Natal e de Consoada, e ontem voltamos a ter corridas, ainda na Bélgica, com mais uma edição da Telenet Superprestige, desta vez em Zolder. Mathieu van der Poel (Alpecin – Fenix) voltou às vitórias do lado masculino, tendo chegado em solitário, com Wout van Aert (Jumbo – Visma) a ser segundo a 38s, e o holandês Lars van der Haar (Telenet Baloise Lions) terceiro a 39s.

O rápido circuito Terlamen em Zolder começou por ver van der Poel assumir a dianteira desde início, enquanto van Aert, que havia partido da terceira linha, rapidamente chegou à terceira posição após algumas curvas. Tom Pidcock (Trinity Racing Team) acabou por ir ao chão numa curva em U, e teve de ir à box trocar de bicicleta, o que o atrasou desde logo imenso.

Van Aert acabou por assumir a liderança na volta de abertura, mas um furo na roda traseira tirou o belga da disputa da vitória. Van der Poel aproveitou a situação e lançou um forte ataque aos que ainda se encontravam com ele, tendo ganho uma vantagem suficiente para não mais ser alcançado logo na terceira volta.

Eli Iserbyt (Pauwels Sauzen-Bingoal) ainda tentou perseguir, mas os seus esforços colapsaram quando uma queda sucedeu, e aparentemente um cotovelo partido, forçando-o assim a uma desistência. A queda partiu a perseguição, e com o grupo já a mais de 30s, Wout van Aert teve a chance de reentrar e de voltar a colocar-se em posição de pódio. O belga atacou já na volta final, com apenas Van der Haar a conseguir resistir, e fechou na segunda posição, com o holandês logo atrás em terceiro.

Lucinda Brand venceu a prova feminina ao sprint!

Do lado feminino, a vitória voltou a sorrir à holandesa Lucinda Brand (Telenet Baloise Lions), desta vez ao sprint, numa corrida que foi sempre muito disputada até final, tendo batido a Campeã Mundial, Ceylin Alvarado (Alpecin – Fenix), e a compatriota Annemarie Worst (777), todas fechando com o mesmo tempo final.

Logo na primeira volta da corrida um grupo de 5 ciclistas tomou a liderança, incluindo Brand, Alvarado, Worst, Denise Betsema (Pauwels Sauzen-Bingoal) e Inge van der Heijden (777). Os ataques de Brand foram constantes, e van der Heijden foi a primeira, e única, a perder contacto com o grupo, já na penúltima volta.

Brand lançou mais um ataque à entrada da última volta, com Alvarado a segurar-se bem na roda da holandesa. Brand acelerou de novo numa das fases técnicas da última volta, e ganhou um pequeno espaço, mas uma descida voltou a juntar o quarteto na luta pela vitória final. Ao sprint, Brand não deu hipótese e concluiu de forma convincente, para alcançar mais uma vitória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock