CX: Show de Wout van Aert em Dendermonde, e uma acidentada corrida feminina!

O belga Wout van Aert (Team Jumbo-Visma) venceu hoje em grande estilo a terceira prova da Taça do Mundo de Ciclocrosse em Heusden-Zolder, tendo se destacado cedo da concorrência, para terminar com 2:49 de vantagem sobre o Campeão Mundial, o holandês Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix), e 3:06 sobre o belga Toon Aerts (Telenet Baloise Lions).

Van der Poel tomou a liderança da corrida logo na volta inicial, assumindo um ritmo elevado, que começou a fracionar o pelotão. Wout van Aert teve o azar a bater-lhe à porta nos primeiros minutos, com a queda de Corne van Kessel (Tormans) a fazer a sua bicicleta enganchar na de van Aert, e a perder alguns segundos, mas que rapidamente conseguiu recuperar.

Um grupo com sete elementos atingiu a segunda volta na frente de corrida, mas a harmonia não durou mais do que meia volta. Van Aert atingiu a frente da corrida e acelerou, com van der Poel a ser o único a conseguir acompanhar. O duo entrou na terceira volta na frente, com um quinteto de ciclistas já a 20s, mas a partir daqui a história da corrida foi pouca…

Van der Poel não aguentou o ritmo de van Aert, e ficou para trás logo nas primeiras curvas da terceira volta, não mais conseguindo alcançar o seu eterno rival, que abriu cada vez mais espaço a cada volta. Atrás, o grupo não teve outra chance a não ser lutar pela terceira posição. Aerts e Michael Vanthourenhout (Pauwels Sauzen-Bingoal) destacaram-se, mas Vanthourenhout acabou por ir ao chão, e não ter hipótese de discutir o terceiro lugar. Aerts ficou então com o terceiro lugar à mercê, e só teve de controlar até final, tendo conquistado o lugar mais baixo do pódio.

Lucinda Brand voltou a vencer a prova feminina!

Do lado feminino a vitória foi para Lucinda Brand (Telenet Baloise Lions), numa prova que foi disputada até final, tendo a holandesa batido a norte-americana Clara Honsinger (Cannondale-Cyclocrossworld) por 15s, e a compatriota, a Campeã Mundial Ceylin Alvarado (Alpecin – Fenix) por 24s.

Denise Betsema (Pauwels Sauzen-Bingoal) liderou a corrida na sua fase inicial, com Brand na sua roda. Alvarado começou menos bem, tendo falhado o pedal na partida, mas foi aos poucos recuperando posições. Numa descida, ainda na primeira volta, Betsema ficou presa na lama, e Brand acabou por se isolar, com Alvarado a aparecer na segunda posição, encostada à compatriota, nas primeiras curvas da segunda volta.

Alvarado acabou depois por tomar a dianteira da corrida na segunda volta, com cerca de 10s de vantagem para Brand, à entrada da terceira volta. Brand acabou por acelerar para voltar à frente, e assumiu a liderança da corrida quando Alvarado ficou presa na lama, exatamente no mesmo local onde havia ficado Betsema.

A campeã Mundial não desistia, e uma vez mais voltou a chegar à frente, porém, o percurso tinha outras ideias, e Alvarado acabou por ir ao chão numa curva, o que a retirou definitivamente da luta pela vitória. Brand isolou-se, e Alvarado perdia terreno mais atrás, onde Honsinger surgia por entre as perseguidoras com um ritmo mais elevado e ia ganhando aos poucos tempo para a frente.

Honsinger alcançou Alvarado na volta final, e apesar da campeã Mundial ainda ter aguentado durante meia volta, o ritmo da norte-americana acabou por ser elevado para Alvarado, que não conseguiu seguir já no setor final, e acabou por terminar na terceira posição, enquanto Brand erguia os braços em mais uma vitória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock