CX: Lars Van der Haar e Lucinda Brand vencem na Taça do Mundo em Tábor!

O neerlandês Lars Van der Haar (Baloise Trek Lions) e a neerlandesa Lucinda Brand (Baloise Trek Lions) venceram esta tarde a sexta prova da Taça do Mundo de Ciclocrosse, disputada no circuito de Tábor na República Checa, após ambos se terem sagrado campeões europeus.

Prova Masculina

A corrida masculina começou a todo gás com um grande grupo na frente da corrida. Na terceira volta, Van der Haar acelerou e Eli Iserbyt (Pauwels Sauzen – Bingoal), Michael Vanthourenhout (Pauwels Sauzen – Bingoal), Toon Aerts (Baloise Trek Lions), Quinten Hermans (Acrog Tormans) e Corné Van Kessel (Acrog Tormans) conseguiram alcançá-lo no final da terceira volta, mas o campeão europeu voltou a aumentar o ritmo e pôs pressão nos seus adversários.

Na quarta volta, Iserbyt aumentou o ritmo. Laurens Sweeck (Pauwels Sauzen – Bingoal) e Vincent Baestaens (Group Hens – Maes Containers) estavam perto de entrar no grupo da frente. Quando os dois estavam a entrar na dianteira, Vanthourenhout atacou e foi seguido por Iserbyt e Aerts. Van der Haar foi a seu ritmo e conseguiu reentrar na frente da corrida. Sweeck, Van Kessel e Baestaens conseguiram também reentrar.

Na sexta volta, Iserbyt e Van der Haar aceleraram e foram seguidos por Hermans, Vanthourenhout e Aerts. Van der Haar continuou com o forte ritmo e fez com que Vanthourenhout e Aerts cedessem. Na última volta, na zona técnica do percurso, Van der Haar largou os seus adversários e seguiu para a sua primeira vitória na Taça do Mundo desde 2017. Iserbyt foi segundo a 10s e Hermans foi terceiro a 15s.

Lars Van der Haar estreou-se a vencer na Taça do Mundo de 2021/2022

Resultados Masculinos

Prova Feminina

Na corrida feminina, a recente sagrada campeã europeia Lucinda Brand mostrou que está numa forma absurda e que está pronta para revalidar o título de campeã do Mundo ao vencer a sexta prova da Taça ao Mundo, batendo Puck Pieterse (Alpecin – Fenix) e Annemarie Worst (777) após uma fantástico ataque na zona técnica do percurso.

A prova começou com um ritmo bastante alto com Brand e as jovens Pieterse e Blanka Vas (Team SD Worx) a ganharem uma boa vantagem no arranque. Annemarie Worst e Denise Betsema (Pauwels Sauzen – Bingoal) conseguiram no final da primeira volta alcançar as três da frente. Na zona técnica, Pieterse ganhou uma pequena vantagem sobre o resto do grupo da frente que passou algumas dificuldades. Ceylin Alvarado (Alpecin – Fenix) fez uma excelente zona técnica e chegou à dianteira.

Na segunda volta, as jovens Pieterse e Vas aumentaram o ritmo e causaram algumas dificuldades à recém chegada ao grupo, Shirin van Anrooij (Baloise Trek Lions). Na quarta volta, Pieterse voltou a acelerar e conseguiu uma vantagem de 10s. Vas era quem comandava a perseguição. Duas voltas depois, Betsema acelerou e o grupo perseguidor alcançou Pieterse.

Na última volta, sete ciclistas lutavam pela vitória. Na zona técnica, Brand acelerou e ninguém conseguiu responder. Vas e Van Anrooij viram as suas chances de lutarem pelo pódio acabarem, pagando os esforços durante as voltas anteriores. Brand aguentou a perseguição de Pieterse, Worst, Alvarado e Betsema e venceu a sexta prova da Taça do Mundo de 2021/2022. Pieterse bateu ao sprint Worst, Alvarado e Betsema pelo segundo lugar.

Resultados Femininos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock