Yves Lampaert vence, em fuga, a etapa 7 do Tour of Britain! Hayter segue líder!

O belga Yves Lampaert (Deceuninck – Quick Step) venceu a sétima etapa do Tour of Britain, uma ligação de 194.7km entre Hawick e Edinburgh, batendo ao sprint os seus companheiros de fuga, o norte-americano Matteo Jorgensen (Movistar Team) e o britânico Matthew Gibson (Ribble Weldtite Pro Cycling).

A sétima etapa do Tour of Britain começou com um ritmo alto, onde vários ciclistas atacavam para tentar formar a fuga do dia, mas nenhum deles teve sucesso. A 190km do fim, Yves Lampaert e Davide Ballerini (Deceuninck – Quick Step), Pascal Eenkhoorn (Team Jumbo – Visma), Matteo Jorgenson, Christopher Blevins (Trinity Racing) e Matthew Gibson saíram do pelotão e formaram a fuga do dia.

A 167km do fim, na primeira contagem do dia, Ballerini foi o primeiro a passar no alto. A 140km do fim, no primeiro sprint intermédio do dia, Jorgenson foi o mais forte e foi buscar 3s de bonificação. O pelotão estava com um ritmo calmo e isso permitia que a fuga tivesse uma vantagem de 9:00.

A 109km do fim, na segunda contagem do dia, Ballerini foi novamente o primeiro a passar no alto. 7km depois, Gibson foi o mais forte e foi o primeiro a passar no segundo sprint intermédio do dia. A Ineos Grenadiers decidiu aumentar o ritmo do pelotão e diminuíram a vantagem da fuga para 7:55. A 73km do fim, no terceiro e último sprint intermédio do dia, Eenkhoorn foi o mais forte e o foi buscar também 3s de bonificação.

A fuga da etapa 7 do Tour of Britain.

A 46km do fim, na terceira e última contagem do dia, Gibson foi o primeiro a passar no alto. Quanto mais kms eram percorridos, menor era a vantagem da fuga, mas o mais provável era que o pelotão não conseguisse apanhar a fuga. A 35km do fim, a Alpecin – Fenix e a Caja Rural – Seguros RGA aceleraram, mas a vantagem da fuga era ainda de 5:25. A 21km do fim, Blevins perdeu o contacto com o grupo da frente, que tinha 4:00 de vantagem sobre o pelotão.

A 10km da meta, a diferença entre a fuga e o pelotão era de 3:00. A 8km da meta, Lampaert atacou e foi seguido por Jorgensen e os dois seguiam isolados na frente. Gibson e Eenkhoorn eram os únicos que perseguiam, pois Ballerini não trabalhava, devido a ter Lampaert na frente. A 5.8km, Gibson atacou e chegou aos dois da frente. Ballerini e Eenkhoorn não colaboravam e o mais provável era não discutirem a etapa. O pelotão estava a 2:10 da frente da corrida.

A 2.6km da meta, Gibson tentou sair, mas Lampaert não deixou que isso acontecesse. A 1.5km da meta, Gibson estava na frente e os três começaram a marcar-se. A 250m, Lampaert lançou o sprint com Jorgensen na sua roda. O norte-americano não teve capacidade de passar o belga que venceu a sétima etapa do Tour of Britain. Gibson foi terceiro. O O grupo com os principais favoritos cortou a meta a 1:46 do vencedor, comandado pelo britânico líder da geral, Ethan Hayter (Ineos Grenadiers).

Ethan Hayter mantém assim a liderança da classificação geral e da classificação por pontos. Jacob Scott (Canyon DHB Sungod) mantém a liderança da classificação da montanha e da classificação dos sprints intermédios.

Os metros finais

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock