Walsleben leva a etapa final da Arctic Race! Ben Hermans é o grande vencedor da geral!

O belga Philip Walsleben (Alpecin – Fenix) venceu a quarta e última etapa da 8ª Arctic Race of Norway, uma ligação de 163.3km entre Gratangen e Harstad, batendo ao sprint o holandês Niki Terpstra (Team TotalEnergies), que teve hoje a sua melhor jornada desde que se mudou para a equipa francesa. O terceiro foi o francês Alexandre Delettre (Delko), já a 17s do vencedor.

A última jornada da Arctic Race começou a todo o gás, e os ataques sucederam-se a toda a hora na tentativa de integrar a fuga do dia. Nove ciclistas conseguiram efetivamente escapar do pelotão ainda antes da primeira contagem de montanha, com cerca de 10km percorridos. Ceriel Desal (Bingoal Pauwels Sauces WB), Thomas Champion (AG2R Citroen Team), Tore Andre Vabo (Team Coop), Alexandre Delettre e Eduard Grosu (Team Delko), Erik Resell (Uno-X Pro Cycling Team), Aimé de Gendt (Intermarche – Wanty – Gobert), Philip Walsleben e Niki Terpstra. O líder da montanha, Fredrik Dversnes (Team Coop) não integrou a fuga, mas tinha o seu colega de equipa Vabo presente para o defender.

A vantagem da fuga nunca foi superior a três minutos, mas com o grupo a colaborar bastante bem, o pelotão podia ainda ser surpreendido. Vabo defendeu a montanha na primeira e na segunda contagem do dia, e a partir daí Dversnes estava seguro para terminar o dia no pódio.

Foi já a 22km do fim, na subida a Novkollen que a corrida se começou a definir. Resell desferiu um primeiro ataque, eliminando Grosu e Desal do grupo na dianteira. O pelotão seguia já a apenas 1min de distância, mas os escapados acreditavam, e continuavam a trabalhar praticamente na perfeição. O pelotão estava nervoso e algumas quedas foram acontecendo, mas sem que os principais nomes da geral ficassem afetados nas mesmas.

A 13km do fim, foi a vez de Thomas Champion perder o contacto e deixar o grupo com menos uma unidade. Pouco depois, a 11km, Walsleben tentava fazer a diferença, mas sem sucesso e o grupo começava efetivamente a partir. No pelotão, já a 7km do fim, Andreas Leknessund (Norway National Team) tentava fazer a diferença, mas também não tinha sucesso no seu esforço.

Walslebn e Terpstra entraram já sozinhos no duro km final, e foi o homem da Alpecin que acabou por levar a melhor ao sprint para conquistar a sua segunda vitória da temporada. Terpstra fechava na segunda posição, com o mesmo tempo, mas tinha motivos para sorrir, já que esta era a sua melhor prestação em muito tempo, desde que se havia mudado para a TotalEnergies. Delettre faria ainda terceiro e era quem mais luta tinha dado à dupla que discutiu a vitória, sendo alcançado já em cima da meta por Odd Christian Eiking (Intermarche – Wanty – Gobert), que chegava ligeiramente adiantado na tentativa de ainda arrecadar a liderança da geral de Hermans. Eiking tentou chegar às bonificações que lhe garantiriam a vitória, mas já não foi possível, e teve de se contentar com a segunda posição da geral, a 2s de Hermans, que terminou a etapa também 2s atrás do norueguês.

Ben Hermans é assim o grande vencedor da 8ª Arctic Race of Norway, e também o 8º vencedor da corrida! Alexander Kristoff (Norway National Team) levou a classificação por pontos e Fredrik Dversnes a da montanha. Victor Lafay (Cofidis) foi o melhor jovem.

O Pódio Final

O Pódio da Geral com Odd Eiking – Ben Hermans – Victor Lafay (da esquerda para a direita)
A equipa de Israel em festa no pódio.

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock