Volta aos Alpes fecha com vitória austríaca! Yates garante a CG!

O austríaco Felix Grossschartner, da BORA-hansgrohe, venceu a 5ª e última etapa da 45ª edição do Tour of the Alps, concretizando a fuga do dia! Nas contas da classificação geral, Simon Yates garante o 1º posto final, com 58 segundos de avanço sobre Pello Bilbao!

Quanto a Ruben Guerreiro, fechou novamente a etapa dentro do top 10, terminado a prova num estupendo 8º posto da CG!

A última tirada da Volta aos Alpes (antigo Giro del Trentino), apresentava uma ligação de apenas 120.9 km, a serem percorridos entre Valle del Chiese/Idroland e Riva del Garda. Para não variar, os ciclistas enfrentavam muita montanha durante toda a jornada, com destaque para a 1ª categoria do Passo Duron (6.1km a 7.9%) e para as duas passagens na subida para o Lago di Tenno (9.3km a 5.6%). Os 7 km finais seriam em descida, até ao risco de meta.

Perfil da 5ª e última etapa da Volta aos Alpes

Com uma etapa de montanha tão curta a fechar este Tour dos Alpes, era de esperar que os ataques começassem praticamente desde o primeiro km. E assim foi, com uma panóplia de equipas a tentarem integrar a fuga do dia. Entre os atacantes, seguia um nome importante: Dan Martin (Israel Start-Up Nation), ele que tinha sofrido uma queda na véspera quando estava perto da frente, sentido com certeza que tinha assuntos inacabados nesta corrida. Apesar de estar a 4 minutos da liderança de Simon Yates, era um corredor que merecia a atenção da equipa da Team BikeExchange.

Os ataques iam sucedendo-se e a fuga apenas ficou definida já no acesso à subida de Passo Duron. Na frente, seguia um lote de 16 corredores bem interessante: Vadim Pronskiy (Astana), Felix Grossschartner (BORA), Matteo Fabbro (BORA), Alessandro De Marchi (Israel), Dan Martin (Israel), Tony Gallopin (AG2R), François Bidard (AG2R), Nicolas Roche (Team DSM), Michael Storer (Team DSM), Tejay Van Garderen (EF Nippo), Thibaut Pinot (Groupama-FDJ), Nick Schultz (BikeExchange), Herman Pernsteiner (Bahrain), Julen Amezqueta (Caja Rural), Georg Steinhaser (Tirol KTM Cycling Team), e Iván Ramiro Sosa (Ineos). Com 90 km para o final, o grupo levava 2:50 de avanço sobre o pelotão, que ia sendo liderado pela BikeExchange.

Ao passar em 1º lugar na contagem de montanha de 1ª categoria, Alessandro De Marchi voltava à liderança da montanha e tinha a vitória praticamente assegurada nessa classificação.

Na descida, a Bike Exchange forçou o andamento, de forma a reduzir distâncias para a frente. Pela frente do grupo principal, passava várias vezes o campeão australiano, Cameron Mayer.

A 42 km do fim, com a fuga a cruzar a linha de meta em Riva del Garda pela primeira de três vezes, os ciclistas iniciavam o difícil circuito final, com as duas subidas a Lago di Tenno. No início da primeira ascensão, apenas sobreviviam na frente Pinot, Grossschartner, De Marchi, Gallopin, Roche, Amezqueta, e Steinhaser, com Dan Martin e restantes elementos da fuga original a tentar formar um grupo perseguidor. Sem o irlandês na frente, a BikeExchange reduziu o andamento, o que fez aumentar a vantagem da fuga, o que por sua vez trouxe outras equipas para a frente do pelotão, nomeadamente a Astana e a Trek-Segafredo.

Com o aumentar de ritmo, a vantagem dos fugitivos voltou a cair para cerca de 1 minuto, com 30 km para a meta. Perto da frente do pelotão, era possível ver Ruben Guerreiro (EF Nippo), rodando perto do seu companheiro de equipa, Hugh Carthy, eles que tão boa conta têm dado de si nesta competição, seguindo no 8º e 6º posto da CG, respetivamente.

Após a primeira subida, seguiu-se uma rápida descida que levava a nova passagem pela linha de meta e, nesse ponto, atacou Gianluca Brambilla. O italiano da Trek tentava alcançar a frente de forma furiosa, o que por pouco não lhe custava uma queda.

Brambilla acabaria por alcançar Dan Martin que tentava também ele chegar aos sete da frente. A 22 km da meta, faltava apenas a última subida a Lago di Tenno e a descida para Riva del Garda pera encerrar a Volta aos Alpes. A fuga seguia com 25 segundos de avanço sobre a dupla Brambilla/Martin e 1 minuto sobre o pelotão.

Na subida, tomou novamente controlo do grupo principal a Team BikeExchange. Na frente era agora cada um por si, com Grossschartner a isolar-se e Pinot a passar dificuldades.

Depois do 2º lugar na 3ª etapa, onde perdeu por curta margem para Gianni Moscon, o austríaco Grossschartner jogava uma cartada importante na tentativa de fechar a prova alpina com chave de ouro para as cores do seu país.

No topo da ascensão, a 10 km do final, passou primeiro o homem da BORA-hansgrohe, com o pelotão a cerca de 1 minuto. Na descida, Grossschartner foi ganhando vantagem sobre os perseguidores, que agora eram apenas os veteranos De Marchi e Roche. A Bike Exchange controlava o pelotão, numa situação confortável para Simon Yates.

Grossschartner ia ganhando segundos a toda a concorrência, e tornava-se claro que a Áustria ia mesmo cantar vitória na última etapa da prova que coorganiza. Com 2 km para o km final, 40 segundos separavam o líder dos dois perseguidores, com o pelotão a 45 segundos.

Na meta em Riva del Garda, Grossschartner festejou de forma efusiva o seu triunfo, com o 2º posto da jornada a ficar para o irlandês Nicolas Roche e o 3º para o italiano Alessandro De Marchi, eles que chegaram a 34 segundos do vencedor. O pelotão chegou pouco depois, sendo encabeçado por Gianni Moscon, da Ineos Grenadiers.

Ruben Guerreiro fechou na 8ª posição da jornada, ele que o pior que fez nesta prova foi o 13º lugar da 3ª etapa, fechando sempre no top 10 nas restantes tiradas. Na geral, o Iceman de Pegões termina no 8º posto, a 3:12 de Simon Yates.

O britânico da Team BikeExchange confirma aquilo que já tinha ficado patente na 2ª etapa: ele era o homem mais forte do lote que disputou esta edição do Tour of the Alps. Nas contas finais, Yates termina com 58 segundos de avanço sobre Pello Bilbao (Bahrain-Victorious) e 1:06 sobre Aleksandr Vlasov (Astana).

Quanto às restantes classificação, Alessandro De Marchi (Israel) fica com a montanha, enquanto Jefferson Cepeda (Androni) leva a juventude.

Simon Yates é o vencedor da 45ª edição da Volta aos Alpes

Classificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock