Vingegaard vence última etapa montanhosa do UAE Tour, num excelente dia de João Almeida! Pogacar segue firme!


O dinamarquês Jonas Vingegaard (Jumbo Visma) venceu a etapa 5 do UAE Tour numa demostração de garra e força, com um ataque nos últimos instantes da subida. O esloveno líder da geral, Tadej Pogacar (UAE Team Emirates) e o britânico Adam Yates (Ineos Grenadiers) completaram o pódio da etapa, chegando a 3s do vencedor.

Num final tenso, Vingegaard apanhou e passou o último sobrevivente da fuga do dia, o cazaque Alexey Lutsenko (Astana – Premier Tech) já nos metros finais, para se lançar para a vitória final da etapa.

João Almeida (Deceuninck – QuickStep) atacou a corrida por duas vezes e fez muitos perderem o comboio, mas não foi suficiente para vencer a etapa, terminando na 5ª posição, atrás do colombiano Sergio Higuita (EF Education – Nippo). Na geral tudo se mantém inalterado, com Pogacar na liderença da prova, quando faltam agora duas etapas ao sprint.

Com uma subida constante de 5,4% numa “auto-estrada” larga e lisa, Jebel Jais produziu uma disputa memorável entre Lutsenko e o pelotão quase sempre comandado pela Ineos Grenadiers, antes de chegar a um clima emocionante na zona mais íngreme da mesma.

Lutsenko fez parte de uma fuga de sete homens que iniciou a subida com uma vantagem de dois minutos e sobreviveu até aos últimos 250 metros. O O jovem colombiano Brandon Rivera (Ineos Grenadiers) efetuou um belo trabalho durante a maior parte da subida, mas a ação começou quando o colombiano se afastou a pouco mais de 5km do final, e o seu compatriota e colega de equipa Daniel Martinez assumiu a dianteira com Lutsenko ainda a um minuto de subida da estrada.

O tubarão Vincenzo Nibali (Trek – Segafredo) lançou um ataque num período de desorganização, atraindo outros três ciclistas com ele, entre os quais o holandês Wout Poels (Bahrain Victorious), mas foi o ataque de João Almeida a 1,6km que realmente feriu a liderança de Lutsenko. Vingegaard sentiu o seu momento e atacou pela esquerda. As reações vieram do australiano Nick Schultz (Team BikeExchange) e do colombiano Sergio Higuita (EF Education – Nippo), mas o jovem dinamarquês foi mais forte e conseguiu fazer o seu caminho em solitário para Lutsenko.

A ultrapassagem foi feita a 250 metros e Lutsenko, depois de todos os seus esforços, não conseguiu fazer nada, perante a facilidade de Vingegaard numa vitória emocional com o dinamarquês a celebrar como que a dar um murro no ar.

Pogacar mantém a liderança da geral e da juventude, ascendendo de novo à liderança da classificação dos pontos, enquanto o belga Thomas de Gendt é o novo líder da classificação dos sprints intermédios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock