Vermeersch triunfa no empedrado de Cassel! Gilbert assume liderança!

O belga Gianni Vermeersch, da Alpecin-Fenix, venceu a etapa 5 dos 4 Jours de Dunkerque / Grand Prix des Hauts de France, ao ser o mais forte do grupo reduzido que discutiu a tirada! No segundo posto, terminou outro belga, Oliver Naesen, da AG2R Citröen, enquanto a terceira posição ficou para o britânico Jake Stewart, da Groupama-FDJ. No quarto lugar ficou Philippe Gilbert, da Lotto Soudal, que agora assume a liderança da corrida, com 4 segundos de avanço sobre Naesen.

A jornada 5 das 6 que compõem a edição de 2022 dos 4 Dias de Dunquerque trazia um percurso de 183.7 km, entre Roubaix e Cassel. A jornada ficava marcada por um circuito com várias passagens pelo Mont Cassel, com zonas em empedrado a subir e a descer, bem ao estilo das clássicas da região.

Perfil da etapa 5 doas 4 Dias de Dunquerque

Após uma fase inicial com múltiplos ataques, formou-se a fuga do dia com a movimentação de seis unidades: Andrea Mifsud (Nice Métropole Côte d’Azur), Maurice Ballerstedt (Alpecin-Fenix), Max Poole (Team DSM), Léo Danès (Team U Nantes Atlantique), Alex Colman (Sport Vlaanderen – Baloise), e Louis Blouwe (Bingoal Pauwels Sauces WB).

Com a Go Sport – Roubaix Lille Métropole a controlar o ritmo do pelotão, a vantagem dos fugitivos cresceu até à casa dos 6 minutos.

Com o passar dos quilómetros, outras equipas foram juntando-se à perseguição, nomeadamente a Lotto Soudal.

Sensivelmente a meio da tirada, começaram os ataques no pelotão, com vários ciclistas a tentarem alcançar a frente da corrida. Formava-se um grupo de quatro perseguidores, com Stéphane Rossetto (St Michel – Auber93), Mathieu Lagdanous (Groupama-FDJ), Jake Stewart (Groupama-FDJ), e Michael Gogl (Alpecin-Fenix). A 70 km do fim, a fuga possuía 2:20 sobre o pelotão e 1:31 sobre este grupo intermédio.

As subidas e descidas em empedrado iam causando impacto, com o pelotão a encurtar distâncias para os atacantes do dia.

A 26 km do final, nova fornada de ataques no pelotão, naquele que se estava a revelar um dia endiabrado! Isolava-se novo grupo, agora de quatro, com Jake Stewart, Gianni Vermeersch (Alpecin-Fenix), Laurent Pichon (Team Arkéa Samsic), e Andreas Kron (Lotto Soudal). Nesta fase, perdia o contacto com o grupo principal o líder da corrida Evaldas Siskevicius (Go Sport-Roubaix).

Todas as movimentações haveriam de ser anuladas. À entrada dos 9 km finais, ainda atacou Samuel Watson (Groupama-FDJ), mas também ele seria alcançado quando faltavam 3 km para a meta. Um grupo reduzido de cerca de 30 unidades preparava-se para decidir o vencedor da etapa.

Na fase final, também em empedrado, Andreas Kron acelerou fortemente, preparando o ataque de Philippe Gilbert, que surgiu logo de seguida! Na roda do belga, surgiam Jake Stewart e Gianni Vermeersch, num final taco a taco!

Nos metros finais, em descida e ainda sobre paralelos, Vermeersch tomou a dianteira do grupo, mantendo a sua posição até cortar a meta, sem ter hipótese de levantar os braços perante a perigosidade do terreno.

Junto do belga fecharam Oliver Naesen, Jake Stewart, Philippe Gilbert, Benjamin Thomas, e Baptiste Planckaert, seguindo-se depois um grupo de mais nove corredores a 8 segundos de distância.

Nas contas da geral, o novo líder é Philippe Gilbert, com 4 segundos de avanço sobre Oliver Naesen e 5 sobre Jake Stewart. Na jornada final, este domingo, os ciclistas irão enfrentar 182.9 km, entre Ardres e Dunkerque, num dia plano sem grande espaço para haver diferenças de tempo.

Classificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock