Van Moer surpreende e é o primeiro líder do Dauphiné!

O jovem belga Brent van Moer (Lotto Soudal) conquistou a primeira etapa do Critérium du Dauphiné, uma ligação de 182km com partida e chegada em Issoire, após ser o único resistente da fuga do dia! O italiano Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious) foi segundo, a 25s, tendo sido o primeiro do pelotão após bater no sprint final o francês Clement Venturini (AG2R Citroen Team) que foi terceiro.

Saiu hoje para a estrada o Critérium du Dauphiné, com uma primeira etapa muitíssimo interessante que poderia gerar desde logo ataques entre alguns dos candidatos à classificação geral. A jornada começou com a formação da fuga do dia logo ao km 6 com quatro elementos: Patrick Gamper (Bora – Hansgrohe), Brent van Moer (Lotto Soudal), Ian Garrison (Deceuninck – QuickStep) e Cyril Gautier (B&B Hotels p/b KTM).

Os escapados colaboraram para rapidamente obterem uma vantagem que chegou perto dos 5min, num terreno que era praticamente sempre ondulado. Brent van Moer era o mais forte e somava consecutivamente passagens em primeiro lugar nas diversas contagens de montanha do dia, para se confirmar como o primeiro líder virtual da classificação da montanha. Por outro lado, Garrison era quem passava pior e a 65km do final era absorvido pelo pelotão, numa fase em que o trio ainda na frente se mantinha com 4min de vantagem.

A 50km do final, Mads Pedersen (Trek – Segafredo) e Fabio Jakobsen (Deceuninck – QuickStep) descolavam do pelotão e o dinamarquês confirmava que hoje era um dia demasiado duro para que ele pudesse discutir o sprint final. A vantagem da fuga começou a cair por essa altura também, indicando um claro aumento do ritmo no pelotão, com a Bahrain Victorious a assumir as rédeas e Eros Capecchi a tomar o controlo do pelotão, ele que pouco depois abandonaria a corrida.

A subida final viu os escapados entrarem ainda com 2min de vantagem, e van Moer não se fez rogado, atacando e deixando os colegas de fuga para trás. O ritmo forte fez a vantagem do belga cair para os 50s, mas van Moer iniciaria a descida ainda na frente, com Gamper intermédio e Gautier alcançado já perto do topo. Florian Senechal (Deceuninck – QuickStep) e Brandon McNulty (UAE Team Emirates) sucumbiam ao trabalho de Dylan van Baarle (Ineos Grenadiers) e descolavam do pelotão, eles que eram candidatos a poder discutir o final ao sprint. Valentin Madouas (Groupama – FDJ) ainda tentou o ataque, mas sem sucesso.

Já na descida para a meta, Gamper era alcançado pelo pelotão que seguia a grande ritmo para ainda poder chegar a van Moer, mas com 6km pela frente e 50s para fechar, tal tarefa parecia já impossível. A BikeExchange assumiu a perseguição nos kms finais, mas foi impossível alcançar o belga que conquistou assim a sua primeira vitória World Tour e se tornou no primeiro líder do Criterium du Dauphiné! O pelotão chegou a 25s, com Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious) a vencer o sprint pelo 2º lugar.

Van Moer assume assim a liderança de todas as classificações: geral, pontos, montanha e juventude.

Ivo Oliveira (UAE Team Emirates) é o único português presente, e fechou na 137ª posição, a 14:23 do vencedor depois de um dia de trabalho.

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

António Morgado vence Gipuzkoa Klasika!

O corredor português António Morgado (Bairrada) venceu no passado domingo a clássica de Gipuzkoa em bicicleta, prova UCI do escalão de juniores, em Urretxu, com outros dois companheiros de equipa também integrados no top 10. António, com 17 anos, vence a 26ª edição da prova, depois Carlos Rodriguez (agora Ineos) e Juan Ayuso (agora UAE), […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock