Tripleta para o “King” Wout Van Aert no Tour of Britain e a batalha pela Geral continua!

O belga Wout Van Aert (Team Jumbo – Visma) venceu a sexta etapa do Tour of Britain, uma ligação de 192.7km entre Carlisle e Gateshead, batendo ao sprint o britânico Ethan Hayter (Ineos Grenadiers) e o francês Julian Alaphilippe (Deceuninck – Quick Step).

A sexta etapa do Tour of Britain começou a todo gás, com vários ciclistas a tentarem sair do pelotão, mas nenhum deles conseguiu ganhar um espaço importante e formar a fuga do dia. Só a 176km do fim, Rory Townsend (Canyon DHB Sungod), Colin Joyce (Rally Cycling), Jimmy Janssens (Alpecin – Fenix), Mark Cavendish (Deceuninck – Quick Step), Mason Hollyman (Israel Start-Up Nation) e George Bennett (Team Jumbo – Visma) atacaram e formaram a fuga do dia. 7km depois, Mark Donovan (Team DSM), Daniel McLay (Team Arkéa Samsic) e Tim Declercq (Deceuninck – Quick Step) saíram do pelotão e juntaram – se ao grupo da frente, que ficou a ser composto por nove ciclistas.

A 164km do fim, no primeiro sprint intermédio do dia, Rory Townsend foi o mais forte. Desde muito cedo a Ineos Grenadiers controlava o pelotão, que estava a 1:40 da fuga. A 134km do fim, no segundo sprint intermédio do dia, Townsend foi novamente o mais forte. O pelotão decidiu abrandar o ritmo e a vantagem da fuga aumentou para 3:40.

A 114km do fim, Donovan e Hollyman deixaram-se ficar e foram apanhados pelo pelotão. A diferença da fuga e o pelotão continuava nos 3:40. A 108km do fim, na primeira contagem do dia, Townsend foi o primeiro a passar no alto. 16km depois, na segunda contagem do dia, Townsend foi novamente o primeiro a passar no alto e Cavendish conseguiu aguentar-se na parte de trás do grupo.

A fuga da etapa 6 do Tour of Britain.

A 61km do fim, a diferença entre a fuga e o pelotão era de 3:00, e na terceira e última contagem do dia, Townsend foi novamente o primeiro a passar no topo. 13km depois, a Israel Start-Up Nation, a Team DSM e a Movistar Team decidiram aumentar o ritmo no pelotão e diminuíram a vantagem da fuga para 2:10. A 32km do fim, a vantagem da fuga era já de apenas 40s.

A 20km da meta, McLay perdeu contacto com o grupo da frente, que tinha 40s de vantagem sobre o pelotão. 7km depois, a fuga foi alcançada e Wout Van Aert atacou, sendo seguido por Michael Woods (Israel Start – Up Nation) e Julian Alaphilippe. Todavia, os três não ficariam muito tempo sozinhos, pois Mikkel Honore (Deceuninck – Quick Step) e Daniel Martin (Israel Start-Up Nation) juntar-se-iam. Um fantástico trabalho de Carlos Rodriguez (Ineos Grenadiers) fez com que o líder da geral, Ethan Hayter, chegasse ao grupo, com Matteo Jorgensen e Gonzalo Serrano (Movistar Team) e ainda James Shaw (Ribble Weldtite Pro Cycling).

A 8km da meta, Woods atacou e conseguiu uma vantagem de 15s, mas foi apanhado a 4.6km da meta devido ao fantástico trabalho de Rodriguez. Logo a seguir, Shaw tentou a sua sorte, mas não conseguiu ganhar um espaço importante. Rodriguez continuava com o forte ritmo na entrada do último km. A 400 metros, Honore acelerou com Alaphilippe na sua roda. Vindo de trás, Hayter lançou o sprint, com Van Aert na sua roda. Van Aert passou Hayter pela esquerda e venceu a sexta etapa do Tour of Britain. Alaphilippe não teve capacidade de sprintar com estes dois, mas foi terceiro.

Ethan Hayter mantém assim a liderança da classificação da geral e da classificação por pontos. Jacob Scott (Canyon DHB Sungod) mantém a liderança da classificação da montanha e da classificação dos sprints intermédios.

Os metros finais

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock