Thibau Nys é o novo Campeão da Europa em Sub23! Pedro Lopes em destaque fecha top25!

O belga Thibau Nys é o novo Campeão da Europa de Fundo em Sub23, após triunfar nos 133.6km que compuseram a prova com 10 voltas ao redor do circuito local de Trento! Foi ao sprint num grupo reduzido que tudo se decidiu, com o filho de Sven Nys a levar a melhor sobre o italiano Filippo Baroncini e o espanhol Juan Ayuso para alcançar o Ouro, após 3:06:57 de corrida!

A prova começou com um ritmo rápido, imposto desde cedo pelas principais formações. Espanha, Bélgica, Países Baixos e Itália eram quem comandava o pelotão, com a seleção Portuguesa a circular na parte de trás, na tentativa de poupar energias. Fábio Fernandes acabou por ser o primeiro a descolar, ainda na quarta volta ao circuito e a abandonar então a corrida pouco depois.

O pelotão foi sendo progressivamente selecionado com o passar das voltas, e um ataque do italiano Gabriele Benedetti, foi a chave para a corrida se partir definitivamente. Pedro Lopes sentiu que era o momento de subir no pelotão e assim o fez, mas Miguel Salgueiro e Pedro Andrade deixaram-se ficar na parte de trás, e a corrida definiu-se na sétima volta durante a subida a Povo.

Thibau Nys foi o mais forte no sprint final em Trento!

O suíço Alexandre Balmer atacou, e o pelotão dividiu-se em dois, com Pedro Lopes a ficar na metade da frente, com 47 ciclistas, enquanto Salgueiro e Andrade eram apanhados na metade de trás, assim como outros corredores com grandes resultados internacionais, como era o caso do checo Pavel Bittner, do norueguês Anders Johannessen ou do neerlandês Daan Hoole, medalha de prata no contrarrelógio na passada quinta.

À passagem no final da oitava volta, a diferença entre grupos era já de 1:20 e era certo que o grupo de trás não iria reentrar, pois o ritmo estava bem alto! Durante a nona e penúltima volta, mais ataques sucederam, com o belga Lennert van Eetvelt a fazer a ponte para Balmer e a distanciar-se do suíço, que recebia a companhia do checo Adam Toupalik, do italiano Edoardo Zambanini, do austríaco Tobias Bayer e do português Pedro Lopes, que se mostrava assim em grande nível!

Na última volta, as decisões acabaram por se fazer, com o grupo dos principais favoritos, pequeno pelotão se assim o quisermos chamar, a absorver os escapados em posição intermédia, a reduzir-se e a definir-se com o belga Thibau Nys, o espanhol Juan Ayuso, o húngaro Erik Fetter, os italianos Filippo Zana e Filippo Baroncini e o francês Louis Barré a chegarem a van Eetvelt e a ficarem em posição para discutir a vitória.

Pedro Lopes a rodar na primeira parte do pelotão durante a prova dos Sub23.

Barré ainda tentou atacar e surpreender, mas não teve sucesso e foi ao sprint que tudo se decidiu, com Nys a bater Baroncini e Ayuso e a alcançar o tão desejado Ouro. O grupo perseguidor chegaria 19s depois, partindo-se ainda nos metros finais. Pedro Lopes acabou por não disputar o sprint, e concluiu na 25ª posição, 23s depois do vencedor, um resultado que não espelha na totalidade aquilo que foi a bela prestação do ciclista português!

Miguel Salgueiro e Pedro Andrade acabariam por concluir em 58º e em 65º, a 5:59 do vencedor. Fábio Fernandes não terminou.

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock