Talento britânico brilha nos Apeninos!

O britânico Ethan Hayter, da INEOS Grenadiers, foi o mais forte na 81ª edição do Giro dell’Appennino, triunfando ao sprint sobre o italiano Alessandro Covi (UAE Team Emirates) e o australiano Robert Stannard (Mitchelton – Scott).

A edição de 2020 da clássica italiana disputou-se entre Novi Ligure e Génova, numa distância de 191.5 km. O perfil da jornada era bastante acidentado, como habitual, destacando-se as subidas ao Passo della Bocchetta (8.3 km a 7.7%) e ao Fraconalto (5.4 km a 6.9%). Contudo, os 50 km finais da corrida seriam em descida e em plano.

À partida da corrida apresentavam-se 23 equipas, sendo 6 delas do World Tour: Mitchelton, INEOS, Bahrain, Emirates, Movistar e Astana. Destaque-se ainda a presença da Seleção Italiana, liderada pelo “Tubarão” Vincenzo Nibali.

Apesar das muitas movimentações no início da corrida, a fuga do dia demorou a formar-se. Apenas ao fim de uma hora, sete corredores conseguiram isolar-se: Fabien Doubey (Circus-Wanty Gobert), Yukiya Arashiro (Bahrain-McLaren), Michael Belleri (Biese Arvedi), Hernán Aguirre (Colombia Tierra de Atletas), Sebastián Mora (Movistar), Delio Férnandez e Mulu Hailemichael (NIPPO Delko One Provence).

Os fugitivos nunca tiveram grande margem de manobra sobre o pelotão e acabaram por ser apanhados ao fim de alguns km. Com 40 km para o final, atacou Gianluca Brambilla, ele que correu em representação da Seleção Italiana. Com o pelotão a perder cada vez mais elementos no trabalho de perseguição, a movimentação de Brambilla acabou por ser anulada na descida para a meta e o cenário estava preparado para uma chegada em grupo compacto.

Cerca de 40 corredores discutiram a chegada, com o mais rápido a ser o jovem sprinter britânico da INEOS Grenadiers, Ethan Hayter. Depois do terceiro lugar no Giro della Toscana, Hayter consegue a primeira vitória na temporada, deixando na segunda posição Alessandro Covi (UAE-Team Emirates) e no terceiro posto Robert Stannard (Mitchelton-Scott).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Nem um empurrão de Serrano tirou a primeira vitória profissional de Edward Planckaert!

Edward Planckaert (Alpecin-Fenix) ganhou a primeira etapa da Vuelta a Burgos, batendo Gonzalo Serrano (Movistar) sobre a linha de meta, mesmo depois de ter levado um empurrão do espanhol. Numa chegada coincidente com uma rampa em Burgos, uma aceleração de Romain Bardet (Team DSM) com quatro corredores foi sucificente para abrir uma brecha, e quintento […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock