Taco van der Hoorn repete a façanha de 2018 e vence etapa do Benelux em fuga!

O neerlandês Taco van der Hoorn (Intermarche – Wanty – Gobert) venceu a terceira etapa do Benelux Tour, uma ligação de km entre Essen e Hoogerheide, com a fuga do dia a triunfar. Hoorn bateu ao sprint o dinamarquês Mathias Norsgaard (Movistar) e o australiano Luke Durbridge (Team BikeExchange) para alcançar o triunfo.

A terceira etapa do Benelux Tour prometia trazer um novo final entre sprinters apesar do traçado armadilhado no circuito final onde a jornada terminaria. A fuga do dia formou-se nos kms iniciais com Taco van der Hoorn, Luke Durbridge, Mathias Norsgaard, Samuele Batistella (Astana – Premier Tech), Arjen Livyns (Bingoal Pauwels Sauces WB) e Thimo Willens (Sport Vlaanderen – Baloise).

A Deceuninck – Quick Step e a Alpecin – Fenix controlaram o pelotão, nunca dando mais de 3:00 aos escapados, mas ainda assim essa diferença não seria suficiente. Livyns passou pelo sprint intermédio a 105km do final, e deixou-se ficar para trás, tendo o seu dia cumprido, na luta pela classificação das metas volantes.

A jornada decorreu tranquila e sem grande história, e foi já a 38km do fim que o ritmo voltou a aumentar, com Thomas de Gendt (Lotto Soudal) a assumir o pelotão. Pouco depois, a 24km do fim, era o próprio Remco Evenepoel (Deceuninck – Quick Step) a trabalhar, para que o espaço para os fugitivos pudesse definitivamente ser fechado.

Pouco após isso, os azares começaram a aparecer, Kasper Asgreen (Deceuninck – Quick Step) e Caleb Ewan (Lotto Soudal) a sofrerem problemas mecânicos a 15km da meta. O ritmo abrandou um pouco, apesar de a Jumbo – Visma ter assumido a perseguição com Jos van Emden, Edoardo Affini e Timo Roosen, mas quando a diferença começou a cair já era tarde demais.

A 4km do fim, uma queda deixou Wilco Kelderman (Bora – Hansgrohe) em mau estado, com o neerlandês a queixar-se do cotovelo esquerdo com bastantes dores, mas o pelotão prosseguiu sem paragem até final, acabando por não conseguir apanhar a fuga. Luke Durbridge bonificou os 9s do km de ouro, com os adversários mais interessados na etapa do que em segundos de bonificação, mas Taco van der Hoorn era quem mais forças tinha nos últimos metros, sprintando para alcançar o triunfo. O pelotão chegaria logo atrás, com Peter Sagan (Bora – Hansgrohe) a ser primeiro a cruzar a linha de meta, mas a já não ir além da sexta posição.

Com este resultado, Stefan Bissegger (EF Education – Nippo) mantém a liderança da classificação geral, Phil Bauhaus (Bahrain Victorious) é o novo líder da classificação por pontos e Luke Durbridge (Team BikeExchange) é o novo líder da classificação dos sprints intermédios.

Peter Sagan venceu o sprint do pelotão pelo sexto posto.

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock