Show de MVDP, avaria tira medalha a Herrada, e Demare num nível só seu – Nacionais pela Europa dia 4 pt.2

Mathieu van der Poel (Alpecin – Fenix) voltou a vencer o título nacional holandês após mais um recital em 197.1km de prova batendo Nils Eekhoff (Team Sunweb) por 1:31 e Timo Roosen (Jumbo – Visma) por 3:08. O ritmo da prova foi tão bruto que apenas 17 ciclistas terminaram!

Luís Leon Sanchez celebra o seu primeiro título de fundo em elites.

Em Espanha, primeira vitória de Luís Leon Sanchez (Astana Pro Team) na prova de fundo aos 36 anos, chegando isolado à meta, com o seu colega de equipa Gorka Izagirre (Astana Pro Team) a ser segundo e Vicente de Mateos (Aviludo – Louletano) a ser terceiro, ambos a 15 segundos do vencedor. Jesus Herrda (Cofidis) foi mesmo o azarado do dia, após uma avaria já nos últimos 100m que lhe custou uma presença no pódio.

Terceiro título para Arnaud Demare em França.

Em França, vitória de Arnaud Demare (Groupama – FDJ) num final muito atacado por Julian Alaphilippe (Deceuninck – QuickStep), que apenas lhe valeu a terceira posição. Demare foi o mais forte no sprint final a três, com Bryan Coquard (B&B Hotels – Vital Concept) a ser segundo.

Giacomo Nizzolo bateu Davide Ballerini e Sonny Colbrelli.

Já em Itália, vitória de Giacomo Nizzolo (NTT Pro Cycling Team), ele que ao sprint conquistou o seu segundo título de fundo em elites, depois da vitória de 2016, batendo desta vez Davide Ballerini (Deceuninck – QuickStep) e Sonny Colbrelli (Bahrain – McLaren), segundo e terceiro respetivamente.

Sven Erik Bystrom venceu na Noruega.

Na Noruega, primeiro título para Sven Erik Bystrom (UAE Team Emirates), após ser o mais forte também num sprint final a três, que teve de ir ao photofinish com Jonas Iversby Hvideberg (Uno-X Pro Cycling Team) a ser segundo por muito poucos centímetros. Carl Frederik Hagen (Lotto – Soudal) foi terceiro.

Kasper Asgreen sucede a Michael Morkov como campeão da Dinamarca.

Na Dinamarca, estreia de Kasper Asgreen (Deceuninck – QuickStep) a vencer na prova de fundo em elites, chegando em solitário à linha de meta, com Andreas Kron (Riwal Securitas Cycling) a ser segundo a 9 segundos, e Michael Morkov (Deceuninck – QuickStep) a ser terceiro a 18 segundos.

Kevin Geniets destronou Bob Jungels no Luxemburgo.

Já no Luxemburgo, Kevin Geniets (Groupama – FDJ) a bater Bob Jungels (Deceuninck – QuickStep), após 5 anos consecutivos a vencer por parte do ciclista da equipa belga. Geniets bateu Jungels ao sprint, com Jempy Drucker (Bora – Hansgrohe) na terceira posição a 38 segundos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Alvaro Hodeg vence etapa em dia de aniversário!

Alvaro Hodeg (Deceuninck-QuickStep) venceu a Etapa 1, primeira em linha, da Volta à Eslováquia no seu 25º aniversário, somando mais uma vitória à sua equipa Deceuninck-QuickStep. Graças às bonificações, subiu à liderança da geral. Um comboio perfeito da QuickStep de três homens emergiu e o homem do costume, Michael Mørkøv (Deceuninck-QuickStep), lançou de forma perfeita […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock