Sam Bennett vitorioso, sem espinhas, na etapa 4 do UAE Tour!

O irlandês Sam Bennett (Deceuninck – QuickStep) venceu a quarta etapa do UAE Tour, num sprint compacto, saindo de uma posição favorável e batendo toda a concorrência. O miúdo holandês David Dekker (Jumbo – Visma) voltou a ser segundo e dá boas indicações sobre o seu futuro dentro da equipa holandesa, enquanto o australiano Caleb Ewan (Lotto – Soudal) ficou com a 3ª posição.

O alemão Pascal Ackermann (Bora – Hansgrohe) atingiu a frente cedo, mas desvaneceu-se nos últimos 75 metros e foi forçado a contentar-se com um lugar entre os dez primeiros.

A vez da velocidade de Bennett foi decisiva, mas ele deve muito da sua vitória ao companheiro de equipa Michael Mørkøv. O dinamarquês foi um dos poucos homens que fechou uma pequena janela nas costas de Cees Bol (Team DSM), do lado direito, antes de Bennett ir para o lado oposto da estrada. Essa mudança deu-lhe a distância mais curta até à linha, enquanto Ewan, apesar de rápido, fez um percurso mais longo, e não conseguiu fechar o espaço para o seu rival de sprint.

Para Bennett, a vitória representou a sua primeira vitória da época e a 50ª vitória da carreira como profissional. Quanto a Dekker, o jovem holandês amealhou pontos intermédios de sprint ao longo do dia e teve a infelicidade de ser apanhado atrás da mudança de direção de Bennett nos 200m finais, mas subiu à liderança da classificação por pontos, e amanhã irá sair de verde.

Nas contas pela geral, tudo se mantêm igual, com Tadej Pogacar (UAE Team Emirates) na liderança, Adam Yates segue em 2º a 43s e João Almeida em 3º a 1:03. Na juventude, João mantém a 2ª posição, a mesma que passa a ocupar na classificação de sprints intermédios, depois de Tony Gallopin (AG2R Citroen Team) ter ido buscar um único ponto no dia de hoje, que lhe permitiu passar o português na mesma classificação.

Highlights

A corrida começou calmamente, com a primeira aceleração a ocorrer para o primeiro sprint intermédio. A 120km do final, a Ineos Grenadiers, com colaboração da Deceuninck – QuickStep e outras equipas, tentou aproveitar os abanicos dos ventos cruzados, mas tudo sem sucesso e imediatamente o pelotão acalmou até ao fim.

Com pouco a relatar, a dupla de franceses composta por François Bidard (AG2R Citroën Team) e Olivier le Gac (Groupama – FDJ) provou o seu heroísmo simbólico ao entrarem em fuga dentro dos últimos 90km e estabelecerem uma vantagem de dois minutos, mas os seus esforços foram todos em vão à falta de 28km. Os homens da geral seguiram entusiasticamente os seus comboios, mas à medida que as equipas de sprinters começaram a organizar-se, os mesmos iam descolando para o fundo do pelotão, evitando correr riscos desnecessários.

Dentro dos últimos 10km, a Astana – Premier Tech e a Bahrain Victorious tentaram impor algum controlo, mas foi a equipa da casa, a UAE Team Emirates que surgiu na frente com 4.5km para o fim. A 2 km, A Deceuninck – QuickStep começou a subir no terreno, enquanto a Israel Start-Up Nation nos deu um rápido vislumbre dos velhos tempos de André Greipel, mas não demorou muito até que a Bora – Hansgrohe e a Team DSM lhes roubassem as posições. Bennett abusou da sua astúcia, e do seu lançador, para esperar pelo instante certo para a vitória.

Classificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock