Sam Bennett empata a contenda dos sprinters!

O irlandês Sam Bennett (Deceuninck – QuickStep) venceu a terceira etapa do Tour de Wallonie, uma ligação de 192km com partida em Plombières e chegada em Visé. No segundo lugar terminou o francês Arnaud Demare (Groupama – FDJ), e em terceiro o alemão John Degenkolb (Lotto – Soudal), ambos com o mesmo tempo do vencedor.

Terceira etapa do Tour de Wallonie, uma etapa mais dura que a do dia anterior e que acabou por colocar dificuldades a uma boa parte dos sprinters presentes nesta volta. A corrida começou com a fuga do dia a formar-se rapidamente com cinco homens, Michael Golas (Ineos), Marcel Sieberg (Bahrain McLaren), Carlos Canal Blanco (Burgos-BH), Michael Van Staeyen (Tarteletto-Isorex), Andreas Goeman (Telenet Baloise Lions), perante um pelotão desde cedo controlado pela AG2R La Mondiale, que nunca deixou a vantagem passar dos cinco minutos.

A 75km do final a fuga partiu na subida ao Cote de Mont-Theux, com Golas e Blanco a ficarem na frente, e a receberem a companhia de Milan Menten (Sport Vlaanderen Baloise) and Toon Aerts (Telenet Baloise Lions), enquanto Sieberg, van Staeyen e Goeman eram absorvidos pelo pelotão. 15kms depois Pim Ligthart (Total Direct Energie) and Gianni Marchand (Tarteletto-Isorex) juntaram-se também, mas 20kms depois, a 40km do final, o pelotão absorveu os seis escapados.

A Groupama – FDJ colocou-se na frente e comandou o pelotão na primeira passagem no Cote de Cheratte, para levar Arnaud Demare tranquilamente e sem percalços. Na primeira passagem pela meta o pelotão era já reduzido, a 28km do final, e o ritmo sempre a aumentar com as rampas a apareceram.

A ação voltou a 9km do final, na segunda passagem pelo Cote de Cheratte, com Florian Senechal (Deceuninck – QuickStep) a abrir as hostilidades para o ataque de Zdenek Stybar (Deceuninck – QuickStep) com Greg van Avermaet (CCC Team), Loic Vliegen (Circus – Wanty Gobert) e Jhonnatan Narvaez (Team Ineos). Com esta aceleração quem acabou por sofrer foi o camisola amarela Caleb Ewan (Lotto – Soudal) que não aguentou o ritmo e teve de abrir para o lado.

O quarteto começou a abrir alguma vantagem enquanto os restantes se foram reagrupando atrás para perseguir, com a Lotto-Soudal e a Groupama-FDJ a serem as equipas mais ativas nesta busca pelos quatro ciclistas adiantados. O alcance deu-se já no km final, e foi então que Senechal voltou a assumir o grupo para lançar Sam Bennett. A velocidade do francês foi tal que ele ficou apenas com Demare, Degenkolb e Bennett na sua roda, e o irlandês pode finalizar da melhor forma, saindo de trás de Demare e Degenkolb como uma bala e vencer a sua primeira etapa neste Tour de Wallonie!

Arnaud Demare é agora o novo líder da classificação geral e dos pontos, após a quebra de Caleb Ewan, que viu fugir-lhe as duas classificações que liderava de uma assentada. O mais curioso é que tanto Caleb Ewan, como Arnaud Demare, como Sam Bennett têm uma vitória, um segundo lugar e um dia menos conseguido em três etapas, o que é bem demonstrativo do equilíbrio quanto às equipas preparadas para o sprint nesta fase da temporada.

André Carvalho foi 42º a 1:05, depois de ter descolado na segunda passagem pelo Cote de Charatte, e segue agora na mesma posição na classificação geral, a 1:21 de Demare.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock