Remco Evenepoel vence a Druivenkoers Overijse com mais um ataque de longe!

O belga Remco Evenepoel (Deceuninck – Quick Step) venceu a Druivenkoers Overijse, uma clássica de 192km com partida e chegada em Overijse, batendo o seu colega de equipa, o dinamaquês Mikkel Honore (Deceuninck – Quick Step), por 40s. Aimé de Gendt (Intermaché – Wanty – Gobert) foi terceiro a 53s.

A Druivenkoers Overijse começou com um ritmo alto, com vários ciclistas a atacarem para tentar formar a fuga do dia, mas nunca nenhum deles conseguiu ganhar um espaço importante sobre o pelotão. Só a 146km do fim, Jonas Hvideberg (Uno-X Pro Cycling Team), Damien Gaudin (Team TotalEnergies) e Aaron Van Poucke (Sport Vlaanderen – Baloise) formaram a fuga do dia. 10km depois, o trio recebeu a companhia de Michael Garrison (Hagens Berman Axeon), Iver Skaarseth (Uno-X Pro Cycling Team), Veljko Stojnic (Vini Zabù), Gianni Marchand (Tarteletto – Isorex), Niels van Ekeren (Metec – Solarwatt p/b Mantel) e Oliver Wood (Canyon DHB Sungod) e a fuga do dia ficou composta por nove ciclistas.

A 130km do fim, a fuga tinha uma vantagem de 1:30 e no pelotão a Lotto Soudal e a Deceuninck – Quick Step impunham um forte ritmo. 26km depois, no Moskesstratt, Niels van Ekeren não aguentou o forte ritmo da frente, com o grupo a tentar manter a vantagem que tinha sobre o pelotão, onde a Lotto Soudal e a Quick Step continuavam com um ritmo elevado.

Perfil da Druivenkoers Overijse

A 70km do fim, a diferença entre a fuga e o pelotão era de 1:35, e no Bekestraat, Dries Devenyns (Deceuninck – Quick Step) partiu o pelotão com um grupo de quinze ciclistas a conseguir ganhar algum espaço. Alguns desses quinze ciclistas não conseguiram aguentar o ritmo, mas Christophe Laporte (Cofidis), Petr Vakoc (Alpecin – Fenix), Tim Wellens (Lotto Soudal), Remco Evenepoel e Julian Alaphilippe (Deceuninck – Quick Step) conseguiram manter alguma vantagem, mas foram apanhados em poucos kms devido ao elevado ritmo no pelotão.

A 60km da meta a fuga foi alcançada e Remco Evenepoel fez um monstruoso ataque ao qual ninguém conseguiu responder. 10km depois, o belga tinha uma vantagem de 1:00. Mikkel Bjerg (UAE Team Emirates) começou a trabalhar na frente do pelotão e em 20km de trabalho reduziu a vantagem de Evenepoel para 39s. A 28km do fim, a corrida foi interrompida porque à beira da estrada estava um carro a arder, e para os serviços de emergência chegarem ao local com maior facilidade e garantir a segurança da caravana, o diretor de corrida, Scott Sunderland, parou a corrida.

Após quinze minutos, a corrida resumiu e Evenepoel voltou a ganhar o tempo que tinha perdido após a aceleração de Bjerg. No pelotão, a Quick Step atrapalhava o trabalho das outras equipas com Serry, Asgreen e Alaphilippe a intrometerem-se nos relevos. Após 60km isolado na frente, Evenepoel venceu a Druivenkoers Overjse, Mikkel Honore foi segundo a 40s após um ataque nos últimos kms da corrida. Aimé de Gendt foi terceiro.

André Carvalho (Cofidis) e Diogo Barbosa (Hagens Berman Axeon) foram os representantes portugueses na corrida, com o ciclista da Cofidis a ser 92º, a 13:53, mesmo tendo sofrido uma queda e fissura no escafóide, enquanto Diogo não acabou a corrida, após ter sofrido um furo no momento em que Evenepoel desferiu o seu ataque.

O Pódio final

O pódio final com Mikkel Honore – Remco Evenepoel – Aimé de Gendt (da esquerda para a direita)

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock