Quedas marcam a bela vitória de Caleb Ewan na Scheldeprijs!

Uma das clássicas mais antigas da Bélgica e do mundo, a Scheldeprijs costuma terminar com uma discussão ao sprint, e 2020, mesmo com covid-19 não foi exceção à regra. Porém, a vontade de vencer esta prova, talvez por falta de tantas outras, fez com que os empurrões e as más ultrapassagens dessem lugar a quedas, e quedas feias.

A prova fica marcada por mais uma presença de Mark Cavendish na fuga do dia juntamente com outros dois homens muito conhecidos – Michael Schar e Chris Juul-Jensen. Tiveram direito a protagonismo até aos últimos 10kms da prova.

Apesar do excelente trabalho da QuickStep a controlar e a construir um excelente comboio para Sam Bennett foi o pequenino Caleb Ewan que abriu o sprint. O australiano ficou alheio a toda a confusão que aconteceu nos últimos 300 metros, com uma queda provocada por Pascal Ackermann que tocou na roda de August Jensen, levando alguns ciclistas ao chão. Atenção também Jasper Philipsen e Niccolò Bonifazio que poderiam ter colocado mais corredores no chão devido aos seus toques.

O alemão foi relegado do sprint e colocado na 21º posição, ficando Niccolo Bonifazio na 2ª posição (mal porque também deveria ter sido relegado) e Bryan Coquard na 3ª posição.

Os manos Oliveira ficaram fora das quedas chegando na 32ª e 147ª posição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock