Quando se deixa a fuga ganhar tempo, deixam o Ludovic Robeet vencer a Nokere Koerse!

O belga Ludovic Robeet (Bingoal WB) venceu a Nokere Koerse sozinho, depois de ter saído sozinho da fuga com um ataque muito tardio, deixando para trás Damien Gaudin (Total Direct Energie), que viria a ser segundo classificado, a apenas 2km do fim. Robeet estava numa fuga de oito corredores antes de ele e Gaudin terem ficado sozinhos na secção mais dura de pavê na volta final.

Com a chegada a meta cada vez mais próxima, e o pelotão perto de alcançar a fuga, Robeet viu Gaudin a esconder-se e com a cara de algum sofrimento, e atacou com força pouco antes de a estrada descer para a cidade de Nokere, já com menos de 3km para a chegada, e de terminar a subida em paralelo de Nokereberg.

O intervalo de tempo entre a fuga e o pelotão nunca foi grande, mas poucas equipas quiseram investir numa perseguição a fundo, deixando o pelotão a lutar pela 3ª posição. Na última volta começaram a existir alguns ataques individuais, com Sep Vanmarcke (Israel Start-Up Nation) a afastar-se sozinho do grupo principal, mas a acabar por ser alcançado pouco depois graças ao trabalho de Josef Cerny (Deceuninck – QuickStep). Ethan Hayter (Ineos Grenadiers) e Luca Mozzato (B&B Hotels p/b KTM) foram ao ataque, apanharam diversos fugitivos intermédios, mas foram alcançados pelo pelotão já no km final.

A Deceuninck – QuickStep foi a formação mais azarada do dia, com Mark Cavendish a ir ao chão a 7km da chegada, ainda que sem gravidade e a perder a hipótese de conquistar a primeira vitória em muito tempo quando seguia confortavelmente no grupo principal de candidatos. O pior aconteceria pouco depois, com o alemão Jannik Steimle a sofrer uma queda que por sinal foi violenta (não tivemos imagens do acidente) e a ficar estendido no chão sem se conseguir mexer. Segundo a QuickStep indicou, Steimle sofreu uma separação do ombro que necessitará de cirurgia, uma costela partida, um pulmão ligeiramente colapsado e concussões.

Rui Oliveira (UAE Team Emirates) tentou disputar a terceira posição, mas ficou-se pelo 18º. André Carvalho (Cofidis) concluiu a prova na 42ª posição a 1:23 de Robeet. José Gonçalves (Team Delko) não terminou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock