Quando se dá margem, a fuga aproveitou e Gonçalo Amado venceu!

O português Gonçalo Amado (Antarte-Feirense) concluiu da melhor forma a fuga do dia, vencendo a quarta etapa do GP Douro Internacional, entre Resende e S. João da Pesqueira. Mauricio Moreira (Efapel), dentro do Top 10, mantém a camisola amarela à falta de uma etapa.

Curta, rápida e difícil de controlar. Uma fuga com sucesso, depois do pelotão ter deixado uma margem larga o suficiente. A sorte da Efapel foi mesmo nenhum homem ameaçar a geral de Mauricio.

Gonçalo Amado bateu Gonçalo Carvalho (Rádio Popular-Boavista), Gaspar Gonçalves (Tavfer-Measindot-Mortágua) e Hugo Nunes (Rádio Popular-Boavista).

José Neves ainda tentou, na última subida do dia, reduzir o tempo para Mauricio, mas sem sucesso e os dois cortaram a meta juntos. A novidade é o terceiro, que pertence a Frederico Figueiredo.

Além da camisola amarela, Maurício Moreira é também dono da classificação por pontos, e Gonçalo Amado está mais adiantado na luta pelo estatuto de melhor trepador. Rui Vinhas (W52-FC Porto) é o primeiro nos sprints e Gaspar Gonçalves tem o mesmo privilégio nas metas volantes. Emanuel Duarte (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel) está na frente da classificação autarquias, André Domingues (Efapel) é o melhor jovem e Filipe Campos (Santa Maria da Feira/Segmento D’Época/Reol) é o melhor entre os corredores das equipas de clube. A fuga de hoje deu à Rádio Popular-Boavista o primeiro posto na geral coletiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock