Philipsen arrecada mais uma para a Emirates!

Depois de Fernando Gaviria ter triunfado na véspera, foi a vez do companheiro de equipa da UAE-Team Emirates, o belga Jasper Philipsen, levar de vencida a terceira etapa do Tour du Limousin, através de um sprint em grupo reduzido. O parceiro de Rui Costa e de Rui Oliveira deixou no segundo lugar Jake Stewart (Groupama-FDJ) e em terceiro ficou Benjamin Declercq (Team Arkéa Samsic). Rui Costa terminou na oitava posição e, à partida para a última etapa, está na luta pela vitória na classificação geral.

A terceira tirada da prova francesa correu-se entre Ussac e Chamberet, numa distância de 177.9 km. O percurso apresentava um perfil ondulado, culminando numa segunda categoria colocada a 12 km do final.

A fuga da jornada foi composta por cinco elementos: Delio Fernandez (Nippo Delko One Provence), Martin Alexander Salmon (Team Sunweb), Anthony Delaplace (Team Arkéa-Samsic), Danny Van Poppel (Circus-Wanty Gobert), e Ibon Ruiz Sedano (Equipo Kern Pharma). A vantagem dos fugitivos chegou a ser de mais de seis minutos sobre o pelotão, que ia sendo comandado pela equipa do líder Joel Suter, a Bingoal-Wallonie-Bruxelles. Esse avanço começou a ser recuperado sensivelmente a meio da jornada, com 90 km para o final.

Os fugitivos foram sendo alcançados ao longo do percurso, tendo o último sido Delio Fernandez, a 15 km do fim, altura em que se iria iniciar a última subida do dia. Os ataques e contra-ataques começaram então a surgir no grupo principal, o que fez reduzir bastante o pelotão. Um dos ciclistas atentos e ativos na frente era o campeão português. Quem não aguentou o ritmo do pelotão foi o líder da geral, Joel Suter, hipotecando qualquer hipótese de manter a camisola amarela. Na abordagem aos km finais, a situação de corrida balançava entre ataques frenéticos e temporização coletiva, numa desorganizada batalha tática. Apenas vinte ciclistas seguiam naquilo que era nesta fase o pelotão principal.

À entrada do último km, adivinhava-se o sprint entre o grupo reduzido de ciclistas que seguia na frente e onde Philipsen era claramente o favorito. O jovem belga sprintou com raça e venceu sem grande dificuldade sobre Jake Stewart, que já tinha sido segundo na primeira etapa e que é agora também segundo na classificação geral, atrás de Luca Wackermann, da Vini Zabù-KTM, que recuperou a camisola amarela que já tinha sido sua.

Rui Costa terminou em 8º e na geral ocupa a mesma posição, a 16 segundos de Wackermann. Rui Oliveira terminou em 78º, a 11:55 da frente da corrida.

Amanhã disputa-se a quarta e última etapa da competição, uma tirada de 167 km, entre Lac de Saint-Pardoux e Limoges, em mais um dia com muito sobe e desce e que desta vez será decisivo para a definição do vencedor da prova. Wackermann lidera com cinco segundos de vantagem para Stewart e sete para Kevin Ledanois (Team Arkéa Samsic).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock