O estagiário Tronchon sobrevive para vencer na etapa 3 e Sivakov é o novo líder da Vuelta a Burgos!

O francês Bastien Tronchon, recente estagiário da da AG2R Citroen Team, venceu a terceira etapa da Vuelta a Burgos, uma ligação entre Quintana Martín Galíndez e Villarcayo, batendo ao sprint Pavel Sivakov (Ineos Grenadiers), que atacou no Picon Blanco para ir em busca da liderança da geral. O terceiro posto foi para o espanhol Alejandro Valverde (Movistar), a 28s, que bateu ao sprint o português Ruben Guerreiro (EF Education – EasyPost) na discussão do terceiro posto.

Depois de uma chegada atribulada na etapa de ontem, devido a uma queda que provocou 8 desistências, a etapa de hoje começou de forma mais tranquila e a fuga do dia demorou a ser construída, tendo sido apenas formada ao km 45, com Edoardo Affini (Jumbo – Visma) a ser o principal impulsionador do movimento, sendo seguido por Tronchon, Jesus Ezquerra (Burgos – BH), Joel Nicolau (Caja Rural – Seguros RGA) e Vojtech Repa (Kern Pharma). Logo depois, Ibai Azurmendi (Euskaltel – Euskadi) e Edward Ravasi (EOLO – Kometa) procuraram fazer a ponte, mas nunca conseguiram chegar à frente e foram alcançados já nas primeiras rampas do Picón Blanco. A vantagem do quinteto subiu até aos 4:30, já perto da grande dificuldade do dia, o Picon Blanco.

Enquanto a Bahrain Victorious controlava o pelotão para proteger o líder da geral, Santiago Buitrago, o grupo da frente ia se desfazendo, com Nicolau a atacar e Repa a ser o único capaz de o seguir numa primeira instância. Tronchon acabou por também chegar ao duo pouco depois. No cada vez mais reduzido pelotão, a Ineos Grenadiers e Sivakov preparavam a sua jogada, com Tao Geoghegan Hart a atacar, tendo resposta rápida de Vincenzo Nibali (Astana Qazaqstan Team).

Sivakov atacou de seguida e ficou sozinho, mas durante pouco tempo, já que Miguel Angel López (Astana Qazaqstan Tea,) aproveitou a passividade do grupo dos favoritos e chegou ao francês. João Almeida (UAE Team Emirates) passava por algumas dificuldades, mas seguia ao seu ritmo e voltava ao grupo tranquilamente já perto do topo. Rúben Guerreiro (EF Education – EasyPost) tinha uma avaria a poucos metros do topo, mas conseguia colar depois na descida. Repa, Nicolau e Tronchon passaram na frente na contagem de montanha, recebendo a companhia de Sivakov e Lopez já na primeira fase da descida. O francês da Ineos atacou na descida e fez a diferença, com Repa e Lopez a descolarem e a não mais chegarem à frente.

Na fase final mais plana, a EF e a Bora assumiram a perseguição com naturalidade, enquanto na frente Nicolau descolava a cerca de 10km do fim. A diferença reduziu-se para menos de 1min no Alto de Bocos, a 8 km da meta, com Rúben Guerreiro a atacar na tentativa de espevitar o grupo, enquanto Tronchon se agarrava obstinadamente a Sivakov. Sivakov foi quem levou o duo até à meta, e nos últimos 100m, Tronchon sprintou para a sua primeira vitória profissional, no seu terceiro dia de corrida como estagiário.

Rúben Guerreiro foi 4º ao sprint, enquanto João Almeida não se lançou na luta pelas primeiras posições e foi 17º com o mesmo tempo. Rui Costa (UAE Team Emirates) foi 30º a 3:13. Na geral, Ruben é 3º a 26s, João 15º a 42s, e Rui 27º a 3:13.

Com o segundo posto Sivakov é o novo líder da geral, com 23s sobre Buitrago que segue na liderança da juventude. Ruben Guerreiro lidera por pontos e Repa é o novo líder da montanha.

Classificações

Results powered by FirstCycling.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock