O ataque mortifero do Tubarão Nibali!

Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo) quebrou-se em lágrimas após vencer a fase final do Giro di Sicilia e roubar a vitória geral a Alejandro Valverde (Movistar).

O corredor de 36 anos atacou na subida chave da etapa, nas encostas do monte Etna com 22 kms para a meta sem nunca olhar para trás.

Ele rachou o perseguidor Romain Bardet (Team DSM) e Valverde foi incapaz de impedir a abertura da brecha para 40 segundos no cume da subida Sciara di Scorciavacca. Nibali conhecia cada canto da descida rápida até à meta e estendeu a sua vantagem para 49 segundos.

Acenou para as multidões ao chegar à meta e partiu em lágrimas ao perceber que tinha ganho a sua corrida de casa, perto da sua cidade natal de Messina, e ganhou a sua primeira corrida para Trek-Segafredo após mais de dois anos sem uma vitória. Foi também a sua primeira vitória profissional na Sicília.

Simone Ravanelli (Androni Giocattoli) venceu o sprint para o segundo lugar, com Alessandro Covi (UAE) em terceiro. Nibali venceu a classificação geral por 46 segundos, batendo Valverde e com Covi na terceira geral por 46 e 49 segundos, respetivamente.

A etapa de 180 km viu Chris Froome (Israel Start-Up Nation) ir ao ataque com um pequeno grupo, após um furo que lhe custou tempo na etapa 3. Abriram um intervalo de 1:30 no pelotão durante a subida de Portella Mandrazzi nas encostas do Etna, mas foram puxados para trás e o pelotão voltou a englobar todos os corredores.

Nibali atacou sozinho e pareceu incapaz de chegar a mais de cem metros dos seus rivais, mas depois acelerou novamente e Valverde – ainda a recuperar após ter fracturado a clavícula na Vuelta a Espana – foi incapaz de o trazer de volta.

Pódio Final

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock