Noruega imita Países Baixos e manos fazem a festa!

Depois da dobradinha da seleção dos Países Baixos na etapa 5, foi a vez da formação norueguesa de fazer o mesmo na 6ª jornada do Tour de l’Avenir! No sprint em pelotão reduzido, a vitória foi para Anders Halland Johannessen, com o 2º posto a ficar para o seu irmão Tobias Halland Johannessen e o 3º para o britânico Thomas Gloag.

A etapa 6 da Volta a França do Futuro trazia uma ligação de 111 km, entre Champagnole e Septmoncel, num dia com quatro contagens de montanha, com destaque para a última subida, uma 1ª categoria para Cote de la Combe du Lac (14.5 km a 5%), que antecedia os 20 km finais em plano e em descida.

Perfil da etapa 6 do Tour de l’Avenir

No início da jornada começaram os ataques e ao fim de alguns quilómetros formou-se a fuga do dia. Na frente seguiam Mattéo Vercher (Auvergne Rhone Alpes), Carson Miles (Canadá), Antoine Raugel (Mixte Hauts-de-France), Félix Stehli (Suíça), e Nicolas Vinokurov (Cazaquistão).

A fuga do dia na etapa 6 do Tour de l’Avenir

O pelotão deu alguma margem a esta movimentação, que sensivelmente a meio da jornada rodava com uma vantagem de quase 5 minutos.

À entrada da subida de 1ª categoria, a vantagem da fuga tinha baixado para cerca de 3 minutos e, no decurso da ascensão, sucederam-se os ataques tanto no pelotão como na fuga. No grupo principal era a Dinamarca e a Espanha quem fazia o controlo da corrida, respondendo aos ataques e impondo ritmo.

A 25 km do final, sobreviviam na fuga três corredores (Raugel, Vinokurov, e Miles), com o pelotão de cerca de 40 unidades a rodar a 2 minutos da frente da corrida. Estávamos ainda a 5 km do topo da contagem, e a vantagem da fuga ia caindo ao passar de cada quilómetro.

A fuga chegou ao topo da subida com cerca de 1 minuto de avanço sobre o pelotão, onde a Dinamarca vinha impondo o ritmo. Com 15 km em plano e descida pela frente, havia ainda algumas chances para os corajosos do dia! Na descida, foi o autêntico “salve-se quem puder”, com diversos ataques a quebrar o pelotão e com a distância para a frente a reduzir-se drasticamente!

A 3 km da meta, a fuga foi anulada e um grupo de 40 corredores preparava-se para discutir a vitória ao sprint! E no assomo final à meta, a Noruega não deu qualquer hipótese, fazendo a dobradinha com os irmãos Johannessen! Anders venceu a etapa, com o mano Tobias logo atrás de si, numa grande festa entre família!

Em termos de classificação geral, a camisola amarela mantém-se no corpo do neerlandês Mick Van Dijke, com 18 segundos de avanço sobre o compatriota Marijn Van Den Berg!

Amanhã disputa-se a etapa 7, um jornada-chave para a decisão da vitória final, com uma ligação de 97.9 km, com partida em Saint-Vulbas e chegada no alto da categoria do especial do emblemático Col de Grand Colombier!

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock