Neo Mauri Vansevenant bate os trintões todos!

O belga Mauri Vansevenant (Deceuninck – QuickStep) conquistou hoje o GP Industria & Artigianato ao bater ao sprint o holandês Bauke Mollema (Trek – Segafredo) e o espanhol Mikel Landa (Bahrain Victorious). O quarto lugar foi para o colombiano Nairo Quintana (Arkea – Samsic), que terminou com o mesmo tempo dos três primeiros.

Para Vansevenant, de 21 anos, é a sua primeira vitória individual na sua jovem carreira profissional, após ter vencido o contrarrelógio coletivo da Coppi e Bartali 2020 enquanto estagiário da equipa. O jovem belga juntou-se à equipa de Patrick Lefevere a meio da época passada, ainda como estagiário, e já havia impressionado no Outono. Na passada quarta, no Trofeo Laigueglia, Vansevenant já tinha chegado ao pódio, quando terminou na terceiro posição.

Retomando o GP Industria & Artigianato, a ação principal estava destinada aos últimos 110km, onde os corredores tiveram de percorrer quatro vezes um circuito montanhoso de 27.5 quilómetros. Cada volta incluía a subida a Fornello, que encadeava de seguida até San Baronto. Na segunda das voltas, o polaco Maciej Bodnar (Bora – Hansgrohe), em fuga, conseguiu ver-se livre dos seus companheiros de escapada e isolar-se, mas acabou por ter companhia mais tarde.

Na penúltima volta, Alejandro Valverde (Movistar) e Vincenzo Nibali (Trek – Segafredo) tentaram atacar, mas a ideia não teve sucesso. Na escalada final, o momento decisivo aconteceu com um ataque de Nairo Quintana e Mauri Vansevenant, que ninguém conseguiu responder de pronto, mas que viu pouco depois Bauke Mollema e Mikel Landa chegaram ao seu ritmo. Os quatro ultrapassaram o topo da subida com mais de 20s de avanço para os perseguidores e mergulharam na descida em direção à meta.

Dentro do 1.5km final, Ide Schelling (Bora – Hansgrohe) conseguiu embalar na descida e soltou-se do seu grupo de perseguição que recuperava alguns segundos para os líderes e alcançou-os em cima da marca dos últimos 500m. O holandês esperava chegar e ultrapassar o grupo direto enquanto eles se ficariam a marcar, mas teve resposta imediata e não conseguiu ganhar mais do que 2 bicicletas de vantagem, acabando depois por pagar o esforço e não ter pernas para o sprint. Mollema abriu a decisão, ainda um pouco longe da meta, mas foi ultrapassado por Vansevenant que aguardou o momento certo para arrancar para a vitória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Alvaro Hodeg termina com a seca das vitórias na primeira etapa do Tour de L’Ain!

Alvaro Hodeg (Deceuninck-QuickStep) venceu a etapa 1 do Tour de l’Ain batendo Nacer Bouhanni (Arkéa-Samsic) e Bryan Coquard (Hotéis B&B) num sprint em Bourg-en-Bresse. Deceuninck-QuickStep trabalhou de forma perfeita nos quilómetros finais e deixaram Hodeg pronto para vencer. Hodeg ficou na frente e nem Bouhanni nem Coquard conseguiram disputar a vitória. Esta é a primeira […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock