Movistar vê finalmente o Soler em Lekunberri!

O espanhol Marc Soler (Movistar) venceu a segunda etapa da Vuelta a España, uma ligação de 151.6km entre Pamplona e Lekunberri, batendo o líder da geral, o esloveno Primoz Roglic (Jumbo – Visma), e o irlandês Danuel Martin (Israel Start – Up Nation), por 19 segundos.

Segundo dia de Volta a Espanha, e mais uma jornada de montanha em que os favoritos certamente não iriam deixar os créditos por mãos alheias, como veio efetivamente a acontecer! A fuga do dia formou-se apenas no final da primeira subida do dia, ao km 30, com 5 elementos Tim Wellens (Lotto Soudal), Alex Aranburu (Astana), Bruno Armirail (Groupama – FDJ), Jonathan Hivert (Total Direct Energie) e Gonzalo Serrano (Caja Rural – Seguros RGA).

Na segunda subida do dia, a 75km do final, Wellens isolou-se e foi-se embora, obtendo a maior vantagem sobre o pelotão, com 6min de diferença. Porém, lá atrás numa zona com algum vento, a Movistar acelerou, provocando alguns cortes, mas sem que homens importantes da geral se vissem ali envolvidos em perdas.

Richard Carapaz e Andrey Amador (INEOS Grenadiers) atacaram na entrada para a última subida do dia, acabando por fazer o pelotão aumentar ainda mais o ritmo e alcançar a fuga nos primeiros metros da mesma. Luis Leon Sanchez ainda atacou e esteve isolado na frente durante 3km, mas sem sucesso com os homens da geral a alcançarem-no a 2.5km do topo.

Com o ritmo alto apenas Carapaz tentou sair antes do alto, mas sem sucesso e a descida até à meta iniciou-se com um grupo de 10 ciclistas na frente e a Movistar representada com Soler, Valverde e Mas, jogando com isso mesmo para fazer Soler atacar a descer e abrir espaço suficiente para levantar os braços na meta e dar a primeira vitória no World Tour em 2020 à formação espanhola. Na luta pelo sprint Roglic voltou a ser o mais forte e a ganhar alguns segundos aos adversários.

Rui Costa foi o melhor português, terminando em 13º, a 1:01. Ivo e Nelson Oliveira chegaram a 15 minutos, enquanto Ricardo Vilela perdeu 18:44 e Rui Oliveira mais de 20 minutos. Na geral, Rui Costa segue como o melhor colocado em 19º, a 2:36 de Roglic.

João Vaz venceu a etapa 2 no Passatempo, e ascendeu à liderança da geral!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

António Morgado vence Gipuzkoa Klasika!

O corredor português António Morgado (Bairrada) venceu no passado domingo a clássica de Gipuzkoa em bicicleta, prova UCI do escalão de juniores, em Urretxu, com outros dois companheiros de equipa também integrados no top 10. António, com 17 anos, vence a 26ª edição da prova, depois Carlos Rodriguez (agora Ineos) e Juan Ayuso (agora UAE), […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock