Marianne Vos conquista Gent – Wevelgem!

A holandesa Marianne Vos (Jumbo – Visma) conquistou hoje a clássica Gent – Wevelgem, corrida com 144km de extensão que venceu pela primeira vez na carreira, batendo ao sprint a alemã Lisa Brennauer (Ceratizit – WNT Pro Cycling) e a belga Lotte Kopecky (Liv Racing), ambas com o mesmo tempo da vencedora.

A corrida começou a um ritmo bastante elevado, com diversas ciclistas a tentarem compor a fuga do dia, mas o forte vento acabou por também não ajudar a que uma fuga se formasse. As equipas com intenções para discutir a corrida apareceram a todo o momento e os ataques foram surgindo por diversas vezes, com o pelotão a dar mostras de que eventualmente iria partir a qualquer altura.

Nas consecutivas ascensões ao Monteberg e ao Kemmelberg a 37km do final, os ataques aconteceram no pelotão, com Elisa Longo Borghini (Trek – Segafredo) e Kasia Niewiadoma (Canyon // SRAM Racing) a ganharem alguma vantagem, perante um grupo de meia dúzia de ciclistas, com o pelotão a partir aos pedaços. Um grupo de cerca de 40-50 ciclistas acabou por ficar na frente, com a junção a ocorrer a pouco mais de 30km para o final. Anna Henderson (Jumbo – Visma) atacou para fazer a diferença, e abriu 20s em 2km, obrigando as equipas adversárias da Jumbo – Visma a perseguirem, mas a coordenação não foi muita.

A 20km da chegada o vento apareceu e acabou por fazer a sua diferença, com a Trek – Segafredo e a SD Worx a aumentarem o ritmo e a rapidamente alcançarem Henderson. A Jumbo – Visma foi apanhada desprevenida e teve de gastar algumas das suas fichas para procurar não perder a discussão da corrida de vista. Elisa Longo Borghini voltou a atacar e abriu alguns metros, com as outras equipas a terem dificuldade em alcançá-la e a Soraya Paladin (Liv Racing) que tinha saído com ela.

A vantagem foi abrindo cada vez mais para o duo, enquanto o pelotão se voltava a juntar numa zona com algumas casas, a 17km da chegada. A vantagem do grupo chegou aos 30s, quando a Liv e a Trek estavam a conseguir cortar os relevos na frente do pelotão, mas a Valcar, a BikeExchange e a SD Worx conseguiram organizar-se minimamente para reduzir a vantagem para os 10s à entrada dos últimos 3km, numa altura em que Paladin parecia já nos limites e com dificuldades para ajudar Borghini .

A Jumbo – Visma apareceu nesta fase também, mas o pelotão parecia incapaz de fechar os 5s que separaram o duo da frente do pequeno pelotão quando já se cruzava a barreira dos 2km finais. Foi com o grande esforço de Maria Giulia Confalonieri (Ceratizit – WNT Pro Cycling) e de Grace Brown (Team BikeExchange) que o pelotão conseguiu fechar o espaço e alcançar as líderes já no km final. Marianne Vos abriu o sprint pelo lado direito, e nenhuma das adversárias foi capaz de passar a veterana holandesa, que conquistou assim a sua primeira vitória de 2021 e a primeira das cores da Jumbo – Visma no pelotão feminino.

Tata Martins (Drops – Le Col s/b Tempur) foi 53ª a 4:09.

Classificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock