Lutsenko vence, mas quem reina é a monotonia!

O cazaque Alexey Lutsenko da Astana Pro Team venceu a sexta etapa do Le Tour de France, uma ligação de 191km entre Le Teil e o Mont Aigoual, na primeira fuga de sucesso, batendo o espanhol Jesus Herrada (Cofidis) por 55 segundos e o belga Greg van Avermaet por 2 minutos e 15 segundos.

Sexta etapa deste Tour de France, e mais um dia de montanha, na segunda etapa mais longa desta semana. Uma primeira parte da etapa quase totalmente plana proporcionou que um bom conjunto de ciclistas saísse do pelotão logo nos kms iniciais e alcançasse uma vantagem que chegou a estar colocada nos 6 minutos e meio.

Greg van Avermaet (CCC Team), Alexey Lutsenko (Astana Pro Team), Remi Cavagna (Deceuninck – QuickStep), Nicolas Roche (Team Sunweb), Neilson Powless (EF Pro Cycling), Edvald Boasson Hagen (NTT Pro Cycling), Jesus Herrada (Cofidis) e Daniel Oss (Bora – Hansgrohe) eram os elementos escapados e colaboraram de forma quase perfeita na frente de corrida!

Hagen levou de vencida o sprint intermédio do dia, e com a entrada nas contagens de montanha a diferença foi caindo. Se durante todo o dia a Mitchelton foi controlando o pelotão num ritmo baixo, na chegada às subidas tivemos Jumbo, Ineos e Bahrain a aparecerem para aumentar o ritmo.

A Ineos foi quem entrou na frente na fase decisiva da corrida, o Col de la Lusette, a única contagem de primeira categoria do dia, mas não conseguiu roubar tempo para a frente, pelo contrário, colocou um ritmo mais baixo, e ninguém pareceu particularmente importar-se com isso.

Na frente o grupo partia, com Lutsenko, Avermaet, Powless e Roche a ficarem na frente, enquanto Herrada seguia na corda e Cavagna, Hagen e Oss eram alcançados e passados pelo pelotão. Na chegada às rampas mais duras Lutsenko ficou sozinho, e Herrada, vindo de trás, conseguiu passar Powless, Avermaet e Roche, para se colocar a 20 segundos do cazaque.

A Emirates ainda tentou atacar com Fabio Aru, muito provavelmente para esperar por um outro ataque de Pogacar, mas o esloveno também não se mexeu, e Aru foi colocando o seu ritmo até ser alcançado já pouco depois de cruzado o topo do Col de la Lusette.

Lutsenko seguia na frente da corrida, com Herrada mais atrás e Powless a juntar-se com Avermaet já a mais de minuto e meio do cazaque. Roche havia sido alcançado pelo pelotão quando Pogacar teve um furo na roda de trás, o que o obrigou a parar, mas sem dificuldade de reentrar de novo.

O ritmo manteve-se praticamente idêntico até final, com Lutsenko a vencer a sua primeira etapa no Tour de France, e a ser também o primeiro cazaque a vencer desde que Alexandre Vinokourov havia ganho a etapa 13 do Tour de 2010. Herrada foi segundo, e Avermaet bateu Powless na luta pelo terceiro lugar.

O pelotão chegou ainda grande, com quase 50 ciclistas, e alguns deles a levantarem pé para pouparem forças nesta fase final. Julian Alaphilippe ainda atacou na tentativa de surpreender já nos últimos metros, conseguindo ganhar 1 segundo à concorrência.

Nelson Oliveira foi 63º a 10:38 e segue agora em 58º na geral a 25:25 de Yates, ele que mantém a camisola amarela com 3 segundos de vantagem sobre Roglic. Também Sam Bennett, Benoit Cosnefroy e Tadej Pogacar mantêm as camisolas dos pontos, montanha e juventude respetivamente.

No passatempo, vitória de Hugo Oliveira, com Daniel Meneses a ser terceiro e a manter liderança da geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Alvaro Hodeg vence etapa em dia de aniversário!

Alvaro Hodeg (Deceuninck-QuickStep) venceu a Etapa 1, primeira em linha, da Volta à Eslováquia no seu 25º aniversário, somando mais uma vitória à sua equipa Deceuninck-QuickStep. Graças às bonificações, subiu à liderança da geral. Um comboio perfeito da QuickStep de três homens emergiu e o homem do costume, Michael Mørkøv (Deceuninck-QuickStep), lançou de forma perfeita […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock