Luta entre vizinhos dá vitória a Marijn Van der Berg!

No dia seguinte à Holanda ter ganho a etapa do contrarrelógio coletivo, o corredor holandês Marijn van den Berg venceu a terceira etapa do Tour de l’Avenir, que ligou Château-Thierry a Donnemarie-Dontilly em 153.4km, batendo ao sprint a dupla belga de Arnaud De Lie e Stan Van Tricht, segundo e terceiro, respetivamente.

A etapa começou com a rápida formação da fuga do dia com o francês Louis Coqueret (Grand Est – Hauts de France) o estónio Artjon Mirzoje, o suíço Valere Thiebaud e o irlandês Adam Ward a ganharem uma vantagem de 1:35 sobre o pelotão. O canadiano Thomas Schellenberg ainda atacou e tentou chegar à frente, mas não teve sucesso, e o quarteto escapado rapidamente foi ganhando quatro e cinco minutos de vantagem sobre o pelotão.

Coqueret aproveitaria para passar na frente na primeira contagem de montanha, ao km 18.6 e dar força à sua liderança na classificação da montanha. A chegada da chuva começou também a trazer problemas para o pelotão, a partir do km 35, com várias avarias e quedas a acontecerem. Canadá, Austrália, Cazaquistão e Colombia foram algumas das nações afetadas.

Ao km 72.7 e 80.7, Coqueret voltou a passar na frente em duas novas contagens de montanha e assim garantir que terminaria o dia na liderança da classificação dos trepadores, mas o pelotão já acelerava com a chegada do vento que dava um novo alento à etapa.

Os bordures, ou echelons, começavam então a surgir, com o pelotão a partir pouco depois de a fuga ser alcançada e 18 ciclistas a ficarem na dianteira, os quais incluíam o camisola amarela Mick van Dijke, com cerca de 45km para o final.O pelotão partia-se em cinco grupos com o segundo a estar a 30s da frente e a ver a vantagem crescer com a excelente colaboração na dianteira da corrida. O norueguês Tobias Halland Johannessen era o único grande favorito na frente, e mesmo já sem a grande ajuda que seria Soren Warenskjold, que havia abandonado, conseguia progressivamente ganhar tempo para Juan Ayuso e Filippo Zana, que seguiam no segundo grupo.

Não mais algum ciclista chegaria à frente, com os últimos metros a partirem ainda o grupo na frente e van den Berg a surgir para vencer com grande à vontade perante os adversários, e o seu compatriota de amarelo, Mick van Dijke, a ser ainda quarto. Halland seria nono a 5s, com o grupo de Ayuso e Zana a chegar já a 1:06 do vencedor.

Na classificação geral, Mick van Dijke segue líder, com o compatriota Casper van der Uden a ser o melhor jovem. Van den Berg é o novo líder da classificação por pontos, e Coqueret segue líder da montanha.

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock