Lucinda Brand triunfa em Thuringen após 6 dias emocionantes de corrida!

A Campeã Mundial de Ciclocrosse, a holandesa Lucinda Brand (Trek – Segafredo), está de regresso às vitórias em estrada, ao conquistar a classificação geral do Thuringen Ladies Tour, prova alemã de seis dias, com 9s de vantagem sobre a Campeã Belga Lotte Kopecky (Seleção Belga) e 18s sobre a Campeã Dinamarqusa Emma Cecilie Norsgaard (Movistar).

Emma Norsgaard venceu a primeira etapa.

Começando por analisar a primeira etapa, a vitória foi para a dinamarquesa Emma Norsgaard, ao ser a mais forte numa ligação de 89km com partida e chegada em Schmolln, após três voltas ao circuito local, batendo ao sprint Brand e Kopecky num grupo reduzido. O dia foi marcado por algum vento e um grupo de 17 ciclistas acabou por se isolar das restantes progressivamente, com diversos ataques a acontecerem e o grupo a crescer até à totalidade que viria a consagrar a movimentação.

A 3km da chegada deu-se a grande decisão, com o grupo a fracionar na última passagem pela única contagem de montanha do circuito e a seguir cortado a todo o gás descida fora até à meta. Sete ciclistas ganharam vantagem num primeiro grupo que discutiu a vitória e Norsgaard venceu com naturalidade para assumir a primeira liderança da prova. O pelotão chegou a 1:02 da vencedora.

Lorena Wiebes triunfou ao sprint no segundo dia.

Ao segundo dia, a vitória sorriu à holandesa Lorena Wiebes (Team DSM), que com um portentoso sprint triunfou após 125km com partida e chegada em Gera. As adversárias não a conseguiram acompanhar, e foi Norsgaard quem acabou por ser segunda, terminando 1s depois da adversária, que assim vingou o dia anterior menos positivo em que não conseguiu chegar à frente. O terceiro lugar foi para a luxemburguesa Christine Majerus (Team SD Worx).

Lucinda Brand venceu a terceira etapa com uma grande movimentação a 23km da chegada.

Na terceira jornada, Lucinda Brand conquistou a sua primeira vitória na prova, com uma movimentação decisiva na última parte da etapa, após 116km com partida e chegada em Schleiz. O segundo lugar foi de novo para Emma Norsgaard, e o terceiro para Lotte Kopecky, ambas a 2s da vencedora.

A 23km do final, Brand e Liane Lippert (Team DSM) atacaram o pelotão e rapidamente alcançaram o duo das duas escapadas iniciais da jornada. Com mais frescura e ritmo, Brand e Lippert livraram-se rapidamente da companhia, e construíram uma vantagem que ainda chegou aos 25s. Foi já na entrada do último km que Brand atacou para a vitória, sem que Lippert pudesse responder com a mesma força, mas ainda assim terminando no grupo que chegou logo atrás da holandesa, comandado por Norsgaard.

Kopecky foi a mais forte na quarta etapa e conquistou uma bela vitória.

Na quarta etapa foi Kopecky quem venceu, após uma duríssima jornada com 101km, com partida e chegada em Dortendorf e quatro voltas a um circuito local de pouco mais de 25km. Foi na rampa final que Kopecky ganhou vantagem, e triunfou perante Brand e Lippert, numa rampa final bastante exigente.

Após uma larga e perigosa fuga ganhar vantagem e colocar em risco a classificação geral, foi a Trek quem assumiu a corrida em busca de atacar a classificação geral. O dia não poderia ter corrido melhor à equipa norte-americana, que alcançou a fuga já perto da subida final, para ver a sua líder ser segunda e subir à liderança da geral, com Norsgaard a ser sexta, a 6s. Brand tomou o controlo da geral, com Kopecky a 2s e Norsgaard a 6s.

Já de amarelo, Brand voltou a vencer ao quinto dia de corrida.

Na quinta jornada da corrida, Brand voltaria a mostrar toda a sua força e a triunfar após 143km com partida e chegada em Weimar, aumentando assim a sua vantagem na classificação geral. Lorena Wiebes foi segunda classificada, e Emma Norsgaard terceira, ambas já a 6s da vencedora do dia.

Foi na única rampa nos últimos 5km que Brand fez a movimentação decisiva, saindo da roda da sua colega de equipa, Lizzie Deignan (Trek – Segafredo), sem que as adversárias fossem capazes de a seguir, para abrir algum espaço e triunfar com 6s de vantagem perante as rivais, e assim aumentar a sua liderança da geral para 17s sobre Kopecky e 18s sobre Brand.

Lorena Wiebes voltou a impor a sua lei na última etapa da corrida.

No sexto e último dia de corrida, Lorena Wiebes conquistou também a segunda vitória na prova, com um triunfo após 97.8km com partida e chegada em Gotha, batendo ao sprint Lotte Kopecky, com o mesmo tempo, e a sueca Emilia Fahlin (FDJ Nouvelle – Aquitaine Futuroscope), já a 2s.

O dia teve uma fuga de três unidades que não colocava perigo à geral, mas foi sempre marcado de perto pela seleção belga que procurava dar mais uma vitória a Kopecky, e para isso tencionava fracionar a corrida já dentro dos 10km finais na última subida antes da chegada. Tal não aconteceu e foi a Movistar que tomou o controlo a 7km da chegada, procurando levar Norsgaard à vitória no sprint final, para ainda tentar a segunda posição da geral. A dinamarquesa porém não teve capacidade e viu Kopecky ser segunda, assegurando a mesma posição na geral.

Emma Norsgaard foi a vencedora da juventude, Kopecky venceu a classificação por pontos, e Kathrin Hammes (Ceratizit – WNT Pro Cycling) triunfou na classificação da montanha.

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock