Lonneke Uneken vence a etapa 3 do Simac Ladies Tour num dia marcado por uma queda!

A neerlandesa Lonneke Uneken (Team SD Worx) venceu a terceira etapa do Simac Ladies Tour, uma ligação de 120.3km entre Strampoy e Weert, batendo ao sprint a norueguesa Susanne Andersen (Team DSM) e a britânica Pfeiffer Georgi (Team DSM), numa jornada marcada por uma queda nos últimos 6km.

A terceira etapa do Simac Ladies Tour começou a todo o gás, e desde muito cedo o pelotão impôs um forte ritmo. 40km percorridos, ninguém tentou formar a fuga do dia e o elevado ritmo no pelotão continuava. Femke Markus (Parkhotel Valkenburg) tentou sair do pelotão mas não teve sucesso. A 67km do fim, devido ao elevado ritmo, o pelotão ficou partido e um grupo de quinze ciclistas ganhou a frente com uma vantagem de 20s. 12km depois, as quinze ciclistas foram apanhadas e o pelotão estava outra vez compacto.

A 48km do fim, o pelotão baixou um pouco o ritmo, mas o mesmo ainda continuava alto. Letizia Paternoster (Trek – Segafredo) caiu na frente do pelotão, mas foi a única envolvida na queda. 2km depois, Quinty Ton (GT Krush Tunap Pro Cycling) e Hanna Nilsson (Lotto Soudal) atacaram e conseguiram um pequeno espaço sobre o pelotão, mas a campeã luxemburguesa, Christine Majerus (Team SD Worx), fechou o espaço. Amy Pieters (Team SD Worx) voltou aumentar o ritmo e a líder da geral Marlen Reusser (Alé BTC Ljubljana) estava muito bem colocada na frente do pelotão.

A 42km do fim, Quintay Ton atacou outra vez, mas foi alcançada em menos de 3km. A 32km do fim, Silvia Persico bateu Femke Markus pelo sprint intermédio, e as duas tentaram sair mas a Movistar Team não deixou que isso acontecesse. A 30km do fim, a GT Krush Tunap Pro Cycling voltou a mexer na corrida desta vez com Daniek Hengeveld e conseguiu uma vantagem da 15s. No pelotão, a Team BikeExchange tentou sair com duas ciclistas e mais uma vez Majerus fechou o espaço.

A 20km do fim, a diferença entre a fuga e o pelotão era de 18s, mas a Team DSM, a Jumbo – Visma e a Trek – Segafredo estavam a controlar a vantagem de Hengeveld. 2km depois, a Trek – Segafredo aumentou o ritmo do pelotão e a 15km do fim Hengeveld foi alcançada.

A 10km da meta, várias equipas lutavam pela frente do pelotão para tentar colocar as suas sprinters na melhor posição possível. A 6km da meta deu-se uma grande queda na frente do pelotão e só Chantal van den Broek-Blaak, Demi Vollering, Amy Pieters e Lonneke Uneken (Team SD Worx), assim como Susanne Andersen e Pfeiffer Georgi (Team DSM) escaparam. A queda foi provocada devido às más condições da estrada, pois era muito estreita e tinha areia nas bermas. Bastou Lorena Wiebes (Team DSM) ter passado por um pequeno buraco da estrada com areia e perdeu o controlo da bicicleta, fechando por completo o pelotão atrás de si. A organização tem estado muito bem, mas na etapa de hoje falhou redondamente em proporcionar um final seguro.

Com seis ciclistas na frente, a SD Worx trabalhava para Uneken. Nos últimos metros, Georgi passou para a frente para lançar o sprint de Andersen, mas a parte final era técnica. Uneken sabia disso e passou para a frente, lançando o seu sprint. Andersen não teve capacidade para a passar e Uneken venceu a terceira etapa do Simac Ladies Tour. Georgi foi terceira. Nos últimos metros, as barreiras postas pela organização também não eram as mais seguras e Jesse Vandenbulcke (Lotto Soudal) caiu para cima das mesmas já na última curva, ficando com alguns ferimentos e um pouco combalida.

Marlen Reusser chegou a 29s de Blaak e conseguiu manter a liderança da classificação geral por apenas 10s. Alison Jackson (Liv Racing) mantém a liderança da classificação da montanha, Marianne Vos (Jumbo – Visma) é a nova líder da classificação por pontos e Pfeiffer Georgi é a nova líder da classificação da juventude.

Queda nos últimos 6km

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock