Kopecky rainha e senhora da Bélgica!

A Campeã Nacional da Bélgica, Lotte Kopecky (Liv Racing), conquistou esta sexta a última etapa do Lotto Belgium Tour, alcançando com o triunfo também a vitória na classificação geral final! Kopecky triunfou após uma jornada de 101.1km com partida e chegada no Geraardsbergen, deixando as holandesas Yara Kastelijn (Plantur – Pura) e Ellen van Dijk (Trek – Segafredo) na segunda e terceira posição, respetivamente, a sete segundos de diferença.

A última jornada da corrida era a mais decisiva para a discussão da geral, e incluía passagens por locais míticos da Bélgica, como o Muur – Kapelmuur e o Bosberg, por entre paralelos e rampas inclinadas, fazendo prometer espetáculo na luta pela vitória final. O dia foi atacado desde cedo, com vários grupos a procurarem adiantar-se perante o pelotão, e formar a frente da corrida, em busca da vitória de etapa num local histórico do ciclismo Mundial.

Com 30km para a meta tivemos a formação da movimentação decisiva. Lotte Kopecky e Ellen van Dijk atacaram dentro do pelotão para chegarem à dianteira num grandíssimo esforço, onde se juntaram a um grupo de cinco ciclistas que já seguia escapado. O trio obteve uma vantagem de 45s, com a Team DSM a ser forçada a perseguir atrás, para defender a camisola de líder da geral, que seguia no corpo da holandesa Lorena Wiebes.

Com 17km para a meta, Kopecky e van Dijk voltaram a acelerar na passagem pelo Kapelmuur, e Janneke Ensing (Team BikeExchange) foi a única ciclista que as conseguiu seguir num grandíssimo esforço da holandesa. O já pequeno pelotão entrou na última volta ao circuito, com 27s de atraso, e a britânica Pfeiffer Georgi (Team DSM) a comandar a perseguição, ela que acabaria por ser um dos elementos mais valiosos da jornada com um grandíssimo trabalho em função da sua líder de equipa.

Perante imensas dificuldades, era visível o grandíssimo esforço de Ensing para seguir van Dijk e Kopecky. A holandesa da BikeExchange descolava e colava várias vezes nas adversárias, principalmente nas fases mais complicadas do terreno, mas o espírito de sacrifício e superação não a deixava desistir das suas chances de lutar pela vitória. Com 6km para a meta, a junção entre o trio e o grupo que perseguia foi feita, e apesar do contra-ataque de Ensing, a movimentação foi completamente anulada.

O desalento visível na expressão de Wiebes após o final da etapa.

Georgi voltou a assumir o grupo nos 2km finais, tentando trazer Wiebes para a frente, mas o dia não seria de sorte para a sprinter holandesa. A Plantur-Pura acabou por ganhar a dianteira do grupo, e Wiebes perder algumas posições, quando o azar lhe bateu à porta. Uma queda mesmo à sua frente impediu a holandesa de conseguir seguir, e assim perder todas as hipóteses que ainda tinha de defender a classificação geral. Van Dijk e Kopecky voltaram a isolar-se na frente, e beneficiando da vantagem de 7s que tinha na classificação geral, Kopecky aguardou pelo momento certo para lançar o ataque decisivo, que lhe deu a vitória na etapa em grande estilo, a vitória na classificação geral, e a vitória na classificação por pontos.

Van Dijk lutou com tudo o que tinha, mas ainda foi alcançada por Kastelijn, que ainda foi segunda, à frente da compatriota, terceira no dia e segunda na geral, que ainda venceu a classificação da montanha.

Wiebes terminaria a etapa em esforço na 12ª posição, a 28s de Kopecky, resultado que a fez cair para terceira na geral, a 36s da belga, garantindo ainda assim a vitória na classificação da juventude.

Pódio Final

Pódio final com Lorena Wiebes – Lotte Kopecky – Ellen van Dijk (da esquerda para a direita)

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock