Jovem esloveno Matevz Govekar vence em fuga etapa 4 da Vuelta a Burgos!

O jovem esloveno Matevz Govekar (Bahrain Victorious), no seu primeiro ano ao serviço da equipa da Bahrain, venceu a quarta etapa da Vuelta a Burgos, uma ligação de 169km entre Torresandino e a Ciudad Romana de Clunia, batendo ao sprint mais um estagiário francês da AG2R Citroen Team, desta feita Valentin Retailleau, e ainda o israelita Omer Goldstein (Israel – Premier Tech).

A quarta etapa da Vuelta a Burgos era a jornada ideal para uma fuga vingar, em véspera de etapa rainha da corrida, e assim veio mesmo a suceder! Um grupo de 14 ciclistas com Matevz Govekar, Patrick Gamper (Bora – Hansgrohe), Lluis Mas (Movistar), Lennard Hofstede (Jumbo – Visma), Pieter Serry (Quick-Step Alpha Vinyl), Brandon Rivera (Ineos Grenadiers), Fernando Gaviria (UAE Team Emirates), Dario Cataldo (Trek – Segafredo), David de la Cruz (Astana Qazaqstan Team), Omer Goldstein, Valentin Retailleau, Fernando Barceló (Caja Rural – Seguros RGA), Xabier Azparren (Euskaltel – Euskadi) e David Martin (EOLO – Kometa) conseguiu escapar e ganhar cerca de 3:00 sobre o pelotão.

A Kern Pharma, a Burgos e a Ineos assumiram a dianteira do pelotão, mantendo a vantagem estável para o grupo escapado. O trabalho permitiu reduzir a desvantagem para os 2:00, com 40km para o fim, mas o desgaste era já elevado, e a fuga havia partido e aumentado o ritmo, com Govekar, Serry, Retailleau, Mas, Goldstein e Azparren a atacarem os restantes e a isolarem-se. Gamper conseguiu ainda fazer a ponte, enquanto no pelotão era a EF Education – EasyPost a trabalhar, na tentativa de dar a etapa a Ruben Guerreiro.

Sem a vantagem conseguir descer, o pelotão acabou por tirar pé e pensar na etapa de amanhã, deixando a diferença crescer até aos 4:00, de modo a não colocar a liderança de Pavel Sivakov (Ineos Grenadiers) em risco. A Ineos assumiu depois o ritmo até ao final, e na frente entrava-se na fase de discussão da etapa. Alguns ataques aconteceram na frente, mas sem sucesso. O grupo esteve bastante tempo com os ciclistas lado a lado na rampa final, já que ninguém queria levar os adversários para a meta. Goldstein foi o primeiro a abrir o sprint, mas Retailleau e Govekar surgiram depois, com o esloveno a levar a melhor sobre o francês e a conquistar a vitória.

O pelotão chegou 3:03 depois, com Ruben Guerreiro a ser o melhor colocado na 18ª posição, não evitando ainda assim uma saída de estrada já na rampa final, enquanto Rui Costa e João Almeida (UAE Team Emirates) foram 35º e 37º, respetivamente. Na geral, Guerreiro mantém-se em 3º, Almeida em 15º e Costa em 27º.

Sivakov segue assim na liderança da geral, com 23s sobre o líder da juventude, Santiago Buitrago (Bahrain Victorious) e 26s sobre o líder dos pontos, Ruben Guerreiro. Vojtech Repa (Equipo Kern Pharma) segue na liderança da montanha.

Classificações

Results powered by FirstCycling.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock