José Manuel Díaz vence etapa Rainha do Tour of Turkey!

O espanhol José Manuel Diaz (Delko) escreveu o seu nome na quinta etapa do Tour of Turkey e conquistou uma bela vitória no alto de Elmali. O corredor de Delko foi o mais forte de um grupo de corredores que sobreviveram à dura contagem de primeira categoria em que a etapa terminou e bateu ao sprint já nos últimos 100m o australiano Jay Vine (Alpecin – Fenix) e o argentino Eduardo Sepúlveda (Androni Giocattoli – Sidermec), terminando todos no mesmo tempo.

A fuga do dia formou-se desde cedo com Mathias Brandle (Israel Start-Up Nation) e Joel Suter (Bingoal Pauwels Sauces WB) a isolarem-se e a receberem pouco depois a companhia de Ziga Jerman (Androni Giocattoli – Sidermec), Mirco Maestri (Bardiani – CSF – Faizanè), Nils Sinschek (À Bloc CT) e Cormac McGeough (Wildlife Generation). Após os primeiros 30km, o ucraniano Vitaliy Buts (Salcano – Sakarya) fez a ponte para a frente e assim se constituiu o grupo escapado.

O pelotão controlou sempre a fuga a quatro minutos de distância, com a Astana a assumir grande parte do trabalho do dia. A decisão deu-se claro, na última subida do dia, que tinha 12km de extensão a 6% de pendente média. A B&B Hotels p/b KTM assumiu a primeira parte da subida e foi alcançando aos poucos os escapados. A 6km do final foi o colombiano Rodrigo Contreras (Astana) quem realizou o maior trabalho do dia, e alcançou o último fugitivo, o suíço Joel Suter, assim como o espanhol Ibai Azurmendi (Euskaltel – Euskadi) que havia saltado do pelotão.

Os ataques dos principais favoritos começaram a 3km da chegada, e o grupo já bastante reduzido começou a partir ainda mais. Já nos últimos 2km foi o dinamarquês Anthon Charmig (Uno-X Pro Cycling Team) que atacou sem dar qualquer hipótese de resposta aos adversários e parecia ter a etapa na mão. Atrás de si juntavam-se na perseguição Merhawi Kudus (Astana – Premier Tech) com Jay Vine, e depois chegariam Sepulveda e Diaz.

Um ataque do australiano acabou por ser suficiente para chegar à frente, a um Charmig sem forças, que foi apanhado a apenas 200 metros da linha. Charmig abrandou dramaticamente no quilómetro final e caiu para o alcatrão mesmo para além da linha de chegada, em exaustão, chegando já na 7ª posição. A luta pela vitória foi já no limite das forças, mas Diaz levou a melhor e conquistou uma bela vitória.

Depois de Mark Cavendish (Deceuninck-QuickStep) ter sido, como esperado, largado na subida, Díaz, que começou o dia como a maior parte dos corredores a 30 segundos da liderança, levará agora a camisola turquesa do líder. Cavendish levará agora a camisola verde dos pontos, com Vitaliy Buts a ser o líder da montanha e Ivar Slik (À Bloc CT) dos sprints intermédios.

Restam três etapas para o final da Volta a Turquia, e embora não haja nada tão decisivo como Elmalı, há subidas tardias perigosas na estrada para Marmaris na sexta-feira e Kusadasi no dia final.

Classificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock