Jasper Philipsen vence a Eschborn – Frankfurt!

O belga Jasper Philipsen (Alpecin – Fenix) venceu a Eschborn – Frankfurt, uma clássica de 187.4km entre Eschborn e Frankfurt, batendo ao sprint o alemão John Degenkolb (Lotto Soudal) e o noruguês Alexander Kristoff (UAE Team Emirates).

A Eschborn – Frankfurt começou a todo gás, com Luke Durbridge (Team BikeExchange), Erik Resell (Uno-X Pro Cycling Team), Mathias Norsgaard (Movistar Team), Boris Vallée (Bingoal Pauwels Sauces WB) e Simone Velasco (Gazprom – RusVelo) saíram do pelotão e formaram a fuga do dia. Os cinco da frente conseguiram uma vantagem de cerca de 6:25 sobre o pelotão.

A 155km do fim, no primeiro sprint intermédio do dia, Vallée foi o mais forte. 13km depois, no pelotão, Jaakko Hanninen (AG2R Citroen Team) e Marco Brenner (Team DSM) atacaram e colocaram-se em posição intermédia. A 140km do fim, na primeira contagem do dia, Velasco foi o primeiro a passar no alto. A diferença entre a fuga e o pelotão era de 4:00. A 127km do fim, na segunda contagem do dia, Velasco foi novamente o primeiro a passar no alto.

A 106km do fim, na terceira contagem do dia, Nosgaard foi o primeiro a passar no topo. 10km depois, Vallée perdeu o contacto com a frente da corrida. A 90km do fim, na quarta subida categorizada do dia, Durbridge foi o primeiro a passar no topo. 5km depois, na quinta contagem do dia, Velasco foi o mais forte e foi o primeiro a passar no alto. Já no pelotão, aconteceu um corte e um dos favoritos para o dia de hoje, Dylan Groenewegen (Team Jumbo – Visma), ficou cortado. A 81km do fim, na sexta contagem do dia, Resell perdeu o contacto com a frente da corrida e Velasco foi o primeiro a passar no alto.

Perfil da Eschborn – Frankfurt

A 63km do fim, a Bahrain – Victorious, a Israel Start-Up Nation e a Uno-X Pro Cycling Team aumentavam o ritmo no pelotão. 2km depois, Nosgaard e Durbridge perderam o contacto com a frente da corrida. No pelotão Michael Matthews (Team BikeExchange) atacou e levou consigo um importante grupo com Damien Touzé (AG2R Citroen Team), Matteo Fabbro (Bora – Hansgrohe), Lucas Hamilton (Team Bike Exchange), Simon Geschke (Cofidis), Dylan Teuns (Bahrain – Victorious), Lorenzo Rota e Georg Zimmermann (Intermaché – Wanty – Gobert), Sam Oomen e Mike Teuniessen (Team Jumbo – Visma), Ben Hermans (Israel Start-Up Nation), Gianluca Brambilla (Trek – Segafredo), Velasco e Cristian Scaroni (Gazprom – RusVelo), ganhando um espaço importante sobre o pelotão.

O grupo da frente conseguiu uma vantagem de 40s sobre o pelotão, mas não conseguia aumentar a mesma para mais do que isso. Quanto mais kms eram percorridos, menor era a vantagem do grupo da frente e a 33km do fim acabariam alcançados.

A 32km da meta, Zimmermann e Scaroni atacaram e conseguiram uma vantagem de 20s sobre o pelotão. Os dois iam resistindo ao ritmo elevado, mas quanto mais kms percorridos menor era a vantagem que tinham. A 10km da meta, a Cofidis e a Team Bike Exchange aumentaram o ritmo na frente do pelotão e apanharam os dois da frente em menos de 1km.

A 3km da meta, a UAE Team Emirates, a Team BikeExchange e a Alpecin – Fenix estavam na frente do pelotão. No último km, a Team BikeExchange liderava, mas a 300m da meta foi Alexander Krieger (Alpecin – Fenix) quem começou o lançamento de Philipsen. A 200m da meta, Degenkolb lançou o sprint com Philipsen na sua roda. O belga passou o alemão com aparente facilidade e venceu a Eschborn – Frankfurt. Kristoff foi terceiro após uma excelente recuperação nos metros finais.

O português Rui Oliveira (UAE Team Emirates) foi 32º com o mesmo tempo do vencedor, efetuando um grande trabalho na colocação de Kristoff.

Os metros finais

O Pódio final

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock