Hat-trick para o imparável Mareczko!

Após triunfar na segunda e terceira etapas da Volta à Hungria, o italiano Jakub Mareczko repetiu a dose, levando de vencida a quarta etapa da prova. O ciclista da CCC foi novamente o sprinter mais rápido, deixando na segunda posição o letão Emils Liepins, da Trek-Segafredo, e no terceiro lugar o holandês David Van der Poel, da Alpecin-Fenix.

A quarta tirada da prova magiar disputou-se entre Sárospatak e Kazincbarcika, numa distância de 180 km. O perfil da etapa era quase na sua totalidade plano, apenas pontuado por duas curtas subidas de terceira categoria, que não pareciam ser ameaça de maior para uma chegada em pelotão compacto.

A jornada começou num ritmo agressivo, com muitos ataques, embora nenhum tivesse resultado desde logo. Ao fim de 40 km, um grupo de corredores conseguiu mesmo sair do pelotão: Chris Harper (Team Jumbo-Visma), Diego Sevilla (Kometa-Xstra), Alejandro Osorio (Caja Rural-Seguros-RGA), János Pelikán (Androni Giocattoli-Sidermec), e Balázs Rózsa (Team Novák). A vantagem dos escapados chegou aos 3:30, com o pelotão sempre a controlar a distância para a frente. Nos últimos km, a fuga foi eliminada e os preparativos para uma chegada em pelotão compacto foram encetados. A 1,5 km do final houve uma queda, mas nenhum dos principais sprinters ficou envolvido no incidente.

No sprint final, Mareczko voltou a não dar qualquer hipótese à concorrência, vencendo a terceira etapa consecutiva em terras húngaras. Depois de um jejum que durava já desde Outubro de 2018, o sprinter italiano de origem polaca tomou o gosto às vitórias, contribuindo também para o desafogo da equipa da CCC, que tão pouco tem festejado nesta temporada.

Na classificação geral, mantém-se tudo inalterado, com o australiano Kaden Groves (Mitchelton-Scott) na liderança, com dois segundos de vantagem para Jon Aberasturi (Caja Rural) e três para Lennard Hofstede (Team Jumbo-Visma).

Amanhã disputa-se a quinta e última tirada do Tour de Hongrie, naquela que é a etapa rainha da competição. Serão 187.8 km entre Miskolc e Gyöngyös-Kékestetö e três contagens de montanha, a última das quais uma primeira categoria (12.8 km a 5,5%) coincidente com a linha de meta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Alvaro Hodeg termina com a seca das vitórias na primeira etapa do Tour de L’Ain!

Alvaro Hodeg (Deceuninck-QuickStep) venceu a etapa 1 do Tour de l’Ain batendo Nacer Bouhanni (Arkéa-Samsic) e Bryan Coquard (Hotéis B&B) num sprint em Bourg-en-Bresse. Deceuninck-QuickStep trabalhou de forma perfeita nos quilómetros finais e deixaram Hodeg pronto para vencer. Hodeg ficou na frente e nem Bouhanni nem Coquard conseguiram disputar a vitória. Esta é a primeira […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock