Hat-trick para Ackermann! Ulissi confirma geral!

O alemão Pascal Ackermann venceu a 5ª e última etapa da 1ª edição da Settimana Ciclistica Italiana, batendo ao sprint o colombiano Jhonatan Restrepo (Androni Giocattoli-Sidermec) e o belga Sep Vanmarcke (Israel Start-Up Nation)! O sprinter da BORA-hansgrohe completa assim um hat-trick na edição inaugural da prova italiana, depois dos triunfos nas etapas 2 e 3!

Recorde-se que as restantes duas tiradas da competição foram vencidas pelo italiano Diego Ulissi (UAE-Team Emirates), que acaba por confirmar a vitória na classificação geral, deixando no 2º posto Sep Vanmarcke, a 8 segundos, com o 3º lugar a ficar para outro transalpino, Giovanni Aleotti, da BORA-hansgrohe, a 16 segundos.

A 5ª e última jornada da prova por etapas disputada na ilha italiana da Sardenha apresentava uma ligação de 170.2 km, com partida e chegada em Cagliari. Pelo caminho, o pelotão visitava as colinas da região, em especial a subida para Valico di Punta Coremò (5.6 km a 6.4%), que seria ultrapassada por duas ocasiões. Com a parte final da etapa a apresentar um perfil mais suave, era possível, mas não garantido, que viéssemos a ver um um sprint massivo no final do dia.

Perfil da 5ª etapa da Settimana Ciclistica Italiana

No início da etapa, formou-se a fuga do dia, com o ataque de quatro corredores: Adriano Brogi (Giotti Victoria-Savini Due), Stefano Di Benedetto (Work Service Marchiol), Sagastibel Azurmendi (Euskatel-Euskadi), e Lucas De Rossi (Delko). Com 40 km de etapa disputados, este grupo possuía 3 minutos de avanço sobre o grupo principal, que ia sendo controlado pela BORA-hansgrohe e pela Vini Zabù.

Com o passar dos quilómetros, a vantagem dos escapados foi diminuindo. Na primeira subida do dia, com a Uno-X a comandar o pelotão, a margem caía para 1:40, com 120 km para o final. Neste ponto, ataca do pelotão o veterano Stefano Pirazzi (Amore & Vita), na tentativa de alcançar a dianteira da corrida.

A 100 km do final, depois do seu corajoso ataque, Pirazzi conseguia mesmo chegar aos homens da frente, formando-se um quinteto que ia rodando com 2:15 de vantagem. O italiano tinha atacado na altura certa, uma vez que, passados alguns quilómetros, a fuga rodava novamente com 3 minutos de avanço.

Depois, vinha para a frente do pelotão a Bardiani, impondo um ritmo que alongou o grupo principal e reduziu distâncias para a frente. Os homens da fuga iam-se atacando entre si na segunda passagem por Valico di Punta Coremò, com o pelotão a perseguir a pouco mais de 1 minuto.

Após a subida, ainda com mais de 60 km para o final, o pelotão eliminou mesmo a fuga, e adivinhava-se um sprint em massa em Cagliari. No entanto, tinha entretanto ocorrido um corte no pelotão, com alguns corredores a ficarem para trás, nomeadamente Elia Viviani, com o sprinter da seleção nacional italiana a ver-se obrigado a colaborar no trabalho na perseguição ao grupo da frente.

Com a Movistar a puxar no primeiro grupo, o lote de perseguidores acabou por ver o fosso a alargar, o que os retirou da discussão pela etapa. Nos 30 km finais, houve ainda mais alguma tensão, com um furo para o líder da corrida, Diego Ulissi, no entanto, o italiano conseguiria recolar rapidamente no pelotão, garantindo que a vitória na geral não lhe escapava.

A 16 km da meta, seguia na frente do grupo principal a BORA-hansgrohe, começando a preparar o sprint final para Pascal Ackermann. Com 8 km para o fim, ainda atacou Luca Wackermann (Éolo-Kometa), mas seria alcançado pouco depois.

No sprint final, em alta velocidade, o alemão Ackermann acabou por capitalizar o trabalho da sua equipa, batendo com relativa facilidade toda a concorrência e garantindo o seu terceiro triunfo na competição!

Nas contas finais da classificação geral, Ulissi garante a vitória na edição de estreia da prova italiana, com o 2º posto a ficar para Sep Vanmarcke, a 8 segundos do italiano. O belga acaba por ter uma semana algo inglória, com três terceiros lugares em etapas e um segundo lugar na geral final.

Em relação às restantes classificações em disputa, Pascal Ackermann leva os pontos, Santiago Buitrago (Bahrain-Victorious) a montanha, e Giovanni Aleotti a juventude.

Rui Oliveira, da UAE-Team Emirates, o único português em prova, terminou a última etapa na 83ª posição, a 6:01 do vencedor, fechando a competição no 79º posto da geral, a 34:03 de Ulissi.

Diego Ulissi é o grande vencedor da 1ª edição da Settimana Ciclistica Italiana

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock