Hat-trick para Ackermann! Ulissi confirma geral!

O alemão Pascal Ackermann venceu a 5ª e última etapa da 1ª edição da Settimana Ciclistica Italiana, batendo ao sprint o colombiano Jhonatan Restrepo (Androni Giocattoli-Sidermec) e o belga Sep Vanmarcke (Israel Start-Up Nation)! O sprinter da BORA-hansgrohe completa assim um hat-trick na edição inaugural da prova italiana, depois dos triunfos nas etapas 2 e 3!

Recorde-se que as restantes duas tiradas da competição foram vencidas pelo italiano Diego Ulissi (UAE-Team Emirates), que acaba por confirmar a vitória na classificação geral, deixando no 2º posto Sep Vanmarcke, a 8 segundos, com o 3º lugar a ficar para outro transalpino, Giovanni Aleotti, da BORA-hansgrohe, a 16 segundos.

A 5ª e última jornada da prova por etapas disputada na ilha italiana da Sardenha apresentava uma ligação de 170.2 km, com partida e chegada em Cagliari. Pelo caminho, o pelotão visitava as colinas da região, em especial a subida para Valico di Punta Coremò (5.6 km a 6.4%), que seria ultrapassada por duas ocasiões. Com a parte final da etapa a apresentar um perfil mais suave, era possível, mas não garantido, que viéssemos a ver um um sprint massivo no final do dia.

Perfil da 5ª etapa da Settimana Ciclistica Italiana

No início da etapa, formou-se a fuga do dia, com o ataque de quatro corredores: Adriano Brogi (Giotti Victoria-Savini Due), Stefano Di Benedetto (Work Service Marchiol), Sagastibel Azurmendi (Euskatel-Euskadi), e Lucas De Rossi (Delko). Com 40 km de etapa disputados, este grupo possuía 3 minutos de avanço sobre o grupo principal, que ia sendo controlado pela BORA-hansgrohe e pela Vini Zabù.

Com o passar dos quilómetros, a vantagem dos escapados foi diminuindo. Na primeira subida do dia, com a Uno-X a comandar o pelotão, a margem caía para 1:40, com 120 km para o final. Neste ponto, ataca do pelotão o veterano Stefano Pirazzi (Amore & Vita), na tentativa de alcançar a dianteira da corrida.

A 100 km do final, depois do seu corajoso ataque, Pirazzi conseguia mesmo chegar aos homens da frente, formando-se um quinteto que ia rodando com 2:15 de vantagem. O italiano tinha atacado na altura certa, uma vez que, passados alguns quilómetros, a fuga rodava novamente com 3 minutos de avanço.

Depois, vinha para a frente do pelotão a Bardiani, impondo um ritmo que alongou o grupo principal e reduziu distâncias para a frente. Os homens da fuga iam-se atacando entre si na segunda passagem por Valico di Punta Coremò, com o pelotão a perseguir a pouco mais de 1 minuto.

Após a subida, ainda com mais de 60 km para o final, o pelotão eliminou mesmo a fuga, e adivinhava-se um sprint em massa em Cagliari. No entanto, tinha entretanto ocorrido um corte no pelotão, com alguns corredores a ficarem para trás, nomeadamente Elia Viviani, com o sprinter da seleção nacional italiana a ver-se obrigado a colaborar no trabalho na perseguição ao grupo da frente.

Com a Movistar a puxar no primeiro grupo, o lote de perseguidores acabou por ver o fosso a alargar, o que os retirou da discussão pela etapa. Nos 30 km finais, houve ainda mais alguma tensão, com um furo para o líder da corrida, Diego Ulissi, no entanto, o italiano conseguiria recolar rapidamente no pelotão, garantindo que a vitória na geral não lhe escapava.

A 16 km da meta, seguia na frente do grupo principal a BORA-hansgrohe, começando a preparar o sprint final para Pascal Ackermann. Com 8 km para o fim, ainda atacou Luca Wackermann (Éolo-Kometa), mas seria alcançado pouco depois.

No sprint final, em alta velocidade, o alemão Ackermann acabou por capitalizar o trabalho da sua equipa, batendo com relativa facilidade toda a concorrência e garantindo o seu terceiro triunfo na competição!

Nas contas finais da classificação geral, Ulissi garante a vitória na edição de estreia da prova italiana, com o 2º posto a ficar para Sep Vanmarcke, a 8 segundos do italiano. O belga acaba por ter uma semana algo inglória, com três terceiros lugares em etapas e um segundo lugar na geral final.

Em relação às restantes classificações em disputa, Pascal Ackermann leva os pontos, Santiago Buitrago (Bahrain-Victorious) a montanha, e Giovanni Aleotti a juventude.

Rui Oliveira, da UAE-Team Emirates, o único português em prova, terminou a última etapa na 83ª posição, a 6:01 do vencedor, fechando a competição no 79º posto da geral, a 34:03 de Ulissi.

Diego Ulissi é o grande vencedor da 1ª edição da Settimana Ciclistica Italiana

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Nem um empurrão de Serrano tirou a primeira vitória profissional de Edward Planckaert!

Edward Planckaert (Alpecin-Fenix) ganhou a primeira etapa da Vuelta a Burgos, batendo Gonzalo Serrano (Movistar) sobre a linha de meta, mesmo depois de ter levado um empurrão do espanhol. Numa chegada coincidente com uma rampa em Burgos, uma aceleração de Romain Bardet (Team DSM) com quatro corredores foi sucificente para abrir uma brecha, e quintento […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock