Gustav Wang surpreende toda a gente e é o novo Campeão Mundial Júnior de CRI!

O dinamarquês Gustav Wang é o novo Campeão Mundial de contrarrelógio entre os Juniores, ao cumprir os 22.3km do percurso entre Knokke-Heist e Bruges com o tempo de 25:37, a uma média de 52.2 km/h! No segundo lugar terminou o britânico Joshua Tarling, a 20s, e em terceiro o Campeão Europeu, o belga Alec Segaert, a 29s.

No último contrarrelógio individual a que a Flandres iria assistir nestes Campeonatos do Mundo, foi desde cedo que os melhores tempos começaram a surgir. O belga Jonathan Vervenne foi o primeiro a arrancar e a cruzar a linha de meta, fechando com o tempo de 26:48. Logo atrás de si chegava o britânico Joshua Tarling, com a marca de 25:57, que o colocava como uma grande referência e um candidato a discutir as primeiras posições.

Começou a parecer que seria difícil bater o tempo de Tarling, e foi só 20 ciclistas depois que um novo tempo de qualidade apareceu, com o norte-americano Alexander Gustin a colocar-se na segunda posição, sendo apenas 3 centésimos de segundo mais rápido que Vervenne. Menos de dois minutos depois chegava Gustav Wang com um tempo de grande qualidade, e colocava-se na primeira posição, com 20s de vantagem sobre Tarling.

A expectativa dos locais era enorme, com o francês Eddy Le Huitouze e o local Cian Uijtdebroeks na estrada, mas nenhum deles foi capaz de superar o tempo daquele que seria o vencedor. Le Huitouze chegava com a marca de 26:10 e Uijtdebroeks de 26:19, colocando-se assim na terceira e quarta posições, respetivamente. O suíço Jan Christen e o britânico Finlay Pickering, que havia caído ainda nos kms iniciais, chegavam pouco depois, com as marcas de 26:22 e 26:30, e apesar de não chegarem ao pódio, ficavam bastante próximos.

A partir daí o entusiasmo abrandou, e foi preciso chegar aos últimos corredores na estrada para que se voltassem a discutir as primeiras posições. O tempo passava e Wang continuava na cadeira quente, acreditando cada vez mais que poderia sair vencedor. Foi preciso entrar nos 10 últimos corredores para as principais posições mexerem, e novamente a Dinamarca fazer estragos, com Carl-Frederik Bevort a fazer um belíssimo tempo de 26:07, que o colocou na terceira posição provisória.

Os ciclistas com melhores resultados nos últimos Europeus acabaram por não dar a melhor resposta, com Trym Brennsaeter a fechar em 26:36, Samuele Bonetto em 26:31, Darren Rafferty em 26:43 e ainda Ivan Romeo em 26:45. Entre eles chegava também o francês Romain Gregoire em 27:19, um tempo péssimo que não lhe daria melhor que a 29ª posição final. O Campeão Europeu, Alec Segaert, era o último ciclista na estrada, e apesar de estar a fazer uma grande prova, acabou por não se aproximar da medalha de Ouro, fechando na terceira posição, a 29s do vencedor, para garantir o Bronze por escassos 52 centésimos de segundo!

Portugal esteve representado com Gonçalo Tavares e António Morgado, que completaram o percurso em 27:39 e 27:52, que lhes deram a 40ª e a 43ª posição, respetivamente.

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock