Giulio Ciccone não dá hipóteses no Troféu Laigueglia!

Giulio Ciccone, da seleção nacional italiana, venceu a 57ª edição do Troféu Laigueglia, prova de abertura da Taça de Itália e do calendário ProSeries, batendo por 32 segundos o eritreu Biniyam Ghirmay, da Nippo Delko One Provence, e o italiano Diego Rosa, da Team Arkéa Samsic. Ciccone, vencedor da classificação da montanha do Giro de Itália 2019, normalmente corre com a camisola da Trek-Segafredo, mas desta feita alinhou com as cores da squadra azurra.

A clássica italiana, que se disputa ao longo de 203 km, com partida e chegada em Laigueglia, na costa da Ligúria, marca o início da época no país transalpino. O perfil da corrida apresentava duas subidas categorizadas nos primeiros três quartos do percurso, e um circuito final de 50 km, onde os ciclistas iriam passar por quatro vezes nas subidas da Colla Micheri (2 km a 8,2%) e do Capo Mele, uma subida que habitualmente consta na Milão-São Remo.

Após um início de corrida bastante rápido, e com 33 km percorridos, formou-se a fuga do dia. Antonio de Sante (Sangemini-Trevigiani-MG. K Vis) e Matteo Basseggio (General Store-Essegibi-F.lli Curia) atacaram e conseguiram rapidamente uma vantagem de 8 minutos sobre o pelotão. No grupo principal trabalhavam as equipas com candidatos à vitória: Arkéa-Samsic, para Diego Rosa, Vini Zabù-KTM, para Giovanni Visconti, e a seleção nacional italiana, para Ciccone.

A fuga conseguiu manter-se na frente até à entrada no circuito final, altura em que foi alcançada. Na segunda volta ao circuito, deram-se as movimentações decisivas, com Diego Rosa a atacar forte e a levar consigo Ciccone, Ghirmay, e Marco Tizza (Amore & Vita-Prodir). No grupo principal, perseguia a Vini Zabù-KTM, mas sem obter o sucesso desejado, o que levou mais ciclistas a atacarem em busca dos homens da frente.

À entrada para a última volta, com 10 km para o fim, Ciccone atacou o grupo e não mais seria alcançado. Vitória para o jovem italiano de 25 anos, com Ghirmay a bater Rosa no sprint para a segunda posição. Andrea Vendrame (AG2R La Mondiale) foi o melhor dos restantes, a 1:17 de Ciccone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock