Foguete da Irlanda não dá hipótese também na Vuelta!

O irlandês Sam Bennett (Deceuninck – QuickStep) venceu hoje a quarta etapa da La Vuelta a España, uma ligação de 191.7km entre Numancia e Ejea de los Caballeros, batendo ao sprint o belga Jasper Philipsen (UAE Team Emirates, e o italiano Jakub Mareczko (CCC Team), ambos com o mesmo tempo do vencedor.

Quarto dia de Vuelta, um dia que seria para o pelotão recuperar forças depois de 3 dias na montanha, mas a etapa esteve longe de ser calma para todos. A fuga do dia surgiu logo ao km 2, com Harry Tanfield (AG2R La Mondiale), Luis Angel Mate (Cofidis), Jesus Ezquerra e Willie Smit (Burgos – BH).

O quarteto ganhou cerca de 4 minutos de vantagem, antes de o pelotão ter acelerado numa zona exposta a ventos, mas sem nenhum dos favoritos ter sido apanhado de surpresa o ritmo voltou a acalmar, já com os escapados a apenas 1:30 de diferença, uma vantagem que se manteve ainda até mais perto do final.

A fuga acabou por ser alcançada a 15km do final, altura também em que os principais comboios foram começando a surgir, com a QuickStep a liderar a entrada no último km, e a UAE a surgir com os irmãos Oliveira a liderar o comboio para Jasper Philipsen. Rui Oliveira foi mesmo quem deixou a porta aberta para o sprint ainda a 300m do final na última curva, e Jasper Philipsen saiu, cedo, para um longo sprint, e parecia ter a vitória no bolso, mas Sam Bennett agarrou a roda do belga e nos últimos 50m foi capaz de colocar toda a sua potência para vencer a sua primeira etapa nesta Vuelta de 2020!

Rui Oliveira acabou por ser o melhor português em mais um excelente lançamento de sprint, fechando em 17º. Na geral, Rui Costa continua a ser o melhor colocado, em 31º, a 14:38 de Roglic.

Rodrigo Rodrigues venceu a etapa 4 no Passatempo e a luta pela geral continua ao rubro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock