Foguetão israelita arrasa no contrarrelógio! Cavendish é o novo líder!

A equipa da Israel Start-Up Nation venceu o contrarrelógio coletivo da etapa 1b da Settimana Internazionale di Coppi e Bartali, terminando a prova com um registo de 11:36 e uma média horária de 55.862 km/h!

Na 2ª posição, a apenas 1 segundo da equipa israelita, ficou a formação cazaque da Astana – Premier Tech, enquanto o 3º posto ficou para a Deceuninck – Quick Step, 2 segundos mais lentos que a formação vencedora. Desta forma, ascende à liderança da prova o “Manx Missile”, Mark Cavendish, sprinter da equipa belga, depois de ter sido 2º na etapa 1a.

Depois da vitória de Jakub Mareczko na tirada realizada da parte da manhã, realizou-se de tarde a segunda metade da 1ª etapa, que consistia num contrarrelógio coletivo, também ele realizado na cidade de Gatteo. O percurso apresentava-se plano, com uma distância total de 14km.

A primeira equipa a realizar a prova foi a Team Colpack – Ballan, realizando um registo inicial modesto de 12:11. As primeiras equipas do World Tour que terminaram o contrarrelógio estabeleceram desde logo marcas de referência, primeiro a Trek – Segafredo, com 11:59, depois a Team Qhubeka – Assos, 1 segundo mais rápida.

A Ineos Grenadiers estabeleceu um tempo de 11:44, que parecia um forte candidato a ser o melhor no fim do dia, mas pouco tempo depois o registo dos britânicos cairia com estrondo, perante o tempo-canhão do pela Israel Start-Up Nation, com um registo supersónico de 11:36 e uma média horária fabulosa de 55.862 km/h! A formação israelita apresentava um alinhamento bastante forte para esta especialidade, contando com nomes como Alex Dowsett e Matthias Brändle.

As restantes equipas iam tentando bater o grande registo da Israel, mas ninguém parecia ter capacidade para se aproximar ainda mais da média de 56 km/h. A Astana esteve perto, ficando apenas a 1 segundo do melhor tempo, com a Deceuninck-Quick Step a fazer depois o 3º melhor registo do dia, 2 segundos pior que a Israel.

Quanto à liderança da prova, ascende ao 1º posto Mark Cavendish, que aproveitou o bom contrarrelógio da sua equipa e o desempenho menos bom da formação do anterior líder, Jakub Marezcko, a Vini Zabù, que fez apenas o 11º melhor tempo, com 12:00. Para o lendário sprinter britânico, apesar de ainda não ter regressado às vitórias, volta a subir ao pódio, numa sensação que tão bem conhece.

Cav parte para a 2ª etapa com uma vantagem de 2 segundos sobre Alex Dowsett, Ben Hermans, e outros quatro homens da Israel.

Amanhã, disputa-se a 2ª etapa da Semana Internacional de Coppi e Bartali, com uma ligação de 163km entre Riccione e Sogliano al Rubicone, num dia com muito sobe e desce e um final exigente, que promete animar a luta pela classificação geral da emblemática competição transalpina.

Mark Cavendish, novo líder da Settimana Internazionale di Coppi e Bartali

Classificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Alvaro Hodeg vence etapa em dia de aniversário!

Alvaro Hodeg (Deceuninck-QuickStep) venceu a Etapa 1, primeira em linha, da Volta à Eslováquia no seu 25º aniversário, somando mais uma vitória à sua equipa Deceuninck-QuickStep. Graças às bonificações, subiu à liderança da geral. Um comboio perfeito da QuickStep de três homens emergiu e o homem do costume, Michael Mørkøv (Deceuninck-QuickStep), lançou de forma perfeita […]

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock