Florian Sénéchal vence a Primus Classic!

O francês Florain Sénéchal (Deceuninck – Quick Step) venceu a Primus Classic, uma clássica de 197.7km entre Barkei e Haacht, batendo ao sprint os belgas Tosh Van der Sande (Lotto Soudal) e Jasper Stuyven (Trek – Segafredo) após um perfeito lançamento do seu colega de equipa Mikkel Honore (Deceuninck – Quick Step).

A Primus Classsic começou com um ritmo baixo. Só a 166km do fim, Gerben Thijssen (Lotto Soudal), Romain Combaud (Team DSM), Robin Skivild (Uno-X Pro Cycling Team), Bernat Font (EvoPro Racing), Jan-Willem Van Schip (Beat Cycling) e Sébastien Van Poppel (Bingoal Pauwels Sauces WB) saíram do pelotão e formaram a fuga do dia. Os seis conseguiram uma vantagem de 2:00.

O pelotão decidiu aumentar o ritmo e nunca deixou que a fuga conseguisse uma vantagem superior a 2:15. A Deceuninck – Quick Step e Alpecin – Fenix eram quem comandavam o pelotão. A 111km do fim, a diferença entre o pelotão e a fuga era de 1:40. Quantos mais kms eram percorridos, menor era a vantagem da fuga e a 74km do fim todos foram alcançados.

A 65km do fim, Davide Ballerini (Deceuninck – Quick Step), Dimitri Claeys e Michael Gogl (Team Qhubeka NextHash), Toms Skujins (Trek – Segafredo), Dries De Bondt (Alpecin – Fenix), Thymen Arensman (Team DSM) e Mathijs Paasschens (Bingoal Pauwels Sauces WB) conseguiram ganhar um espaço importante sobre o pelotão, mas foram alcançados 24km depois, após várias acelerações de Julian Alaphilippe (Deceuninck – Quick Step) e de Mathieu Van der Poel (Alpecin – Fenix).

Perfil da Primus Classic.

A 40km do fim, Julian Alaphilippe acelerou uma vez mais. Ballerini, Sénéchal, Honore e Zdenek Stybar (Deceuninck – Quick Step), Giacomo Nizzolo e Simon Clarke (Team Qhubeka NextHash), Giovanni Aleotti (Bora – Hansgrohe), Van der Poel, Van der Sande e Stuyven conseguiram aguentar o ritmo do ainda Campeão do Mundo e formaram um grupo na frente, que conseguiu uma vantagem de 1:00 sobre o pelotão.

A 23km da meta, Van der Poel sofreu um furo e as suas chances de vencer a Primus Classic acabaram. 3 km depois, Alaphilippe, Stybar, Ballerini, Nizzolo e Aleotti perderam o contacto com o grupo da frente após um ataque de Honore. A 19km da meta, os cinco que seguiam em posição intermédia foram alcançados.

Honore, Sénéchal, Clarke, Van der Sande e Stuyven seguiam na frente com 1:15 de vantagem sobre o pelotão. A 6.7km da meta, Honore e Sénéchal começaram a mexer na frente, enquanto Simon Clarke passava por dificuldades. A 5.5km do fim, Clarke perdeu o contacto e logo a seguir Honore atacou e foi seguido por Van der Sande. Sénéchal e Stuyven seguiam logo atrás e não estavam muito longe dos dois da frente, acabando por fechar o espaço.

A 2.8km da meta, Honore voltou a mexer, mas não conseguiu ganhar um espaço importante. 1.4km depois, Honore voltou a atacar e mais uma vez foi seguido por Sénéchal, Van der Sande e Stuyven. No último km, Honore estava na frente mas o ritmo baixou e permitiu a Clarke reentrar no grupo. A 250m da meta, Honore começou o lançamento para Sénéchal. Stuyven lançou o sprint com Sénéchal na sua roda. O francês passou o belga mas tinha Van der Sande na sua roda. Van der Sande não teve capacidade de passar Sénéchal que venceu a Primus Classic.

O português André Carvalho (Cofidis) não terminou a prova.

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock