Fabio Jakobsen vinga-se ao sprint e vence a 2ª etapa da Vuelta a San Juan!

Depois da vitória de Sam Bennett (Bora – Hansgrohe) na etapa inaugural da Vuelta a San Juan, o pelotão seguiu assim para a 2ª etapa da prova. Fez-se a tirada mais longa da corrida, com 201 km de distância. Durante a jornada tivemos 2 metas volantes (km 41.5 e 152.4) e 1 prémio de montanha de 1ª categoria (km 79.3 – 28 km a 0,9%). Não sendo uma subida muito dura, não houveram muitas alterações, mas o vento dificultou. Previa-se, novamente, um final ao sprint, onde o líder, Sam Bennett, era o grande favorito depois da vitória de ontem, a par de Fabio Jakobsen (Soudal – Quick-Step). Outros homens como Giacomo Nizzolo, Gleb Syritsa, Elia Viviani, Peter Sagan, Sam Welsford e Fernando Gaviria também eram candidatos.

Perfil da Etapa 2 da 39ª Vuelta a San Juan

A fuga do dia foi composta por 12 elementos, que chegaram a alcançar mais de 4 minutos para o pelotão. Eram eles Alessandro Santaromita (Green Project – Bardiani), Stefano Gandin (Team Corratec), Tomas Contte e Marcos Mendez (Seleção da Argentina), José Reyes e Leandro Velardez (Municipalidad de Pocito), Leandro Messineo (Chimbas Te Quiero), Gerardo Tivani e Wladimir Martínez (Agrupación Virgen de Fatima), Óscar Sevilla (Team Medellin – EPM), Nixon Rosero (Team Banco Guayaquil) e José Rodriguez (Seleção do Chile).

Na passagem pela primeira meta volante, Gerardo Tivani levou a melhor, vencendo e levando os 3 pontos e os 3 segundos de bónus. Leandro Velardez e Marcos Mendez ficaram em segundo e terceiro, levando 2 pontos e 2 segundos e 1 ponto e 1 segundo, respetivamente. Quando chegaram ao prémio de montanha de primeira categoria, o mais forte foi o ciclista da Aviludo – Louletano (a representar a seleção Argentina), Tomas Contte, que levou consigo os 10 pontos. Mendez, Gandin, Santaromita e Sevilla pontuaram também, tendo passado na meta de montanha por esta ordem, atrás de Contte. Na segunda e última meta volante do dia, Gerardo Tivani voltou a impôr-se, batendo Sevilla e Tomas Contte.

A Green Project, com Manuele Tarozzi, e a Medellin, com Victo Ocampo, ainda tentaram fugir perto do fim, mas sem sucesso. Começaram a destacar-se, pela organização e posicionamento, os comboios da Soudal – Quick Step, INEOS Grenadiers, TotalEnergies e Astana Qazaqstan, embora este um pouco mais para trás. No km final, a Bora surgiu ao lado da Soudal, com Danny van Poppel a destruir, sozinho, todos os lançadores! Jakobsen aproveitou para se agarrar à roda de Bennett, e com o irlandês a sair a 150m, o Campeão da Europa estava no sítio certo para finalizar e conquistar a vitória! Ainda assim, a disputa foi apertadíssima, já que Fernando Gaviria (Movistar) foi segundo, tendo saído um pouco mais de trás com grande velocidade, embalando no cone de ar de van Poppel, que descaía depois de fazer o seu trabalho. A surpresa do dia foi o terceiro lugar de Jon Aberasturi (Trek – Segafredo), com Nicolás Tivani (Team Corratec) em quinto e Tobias Andresen (Team DSM) em sétimo, visto que se esperava que fosse Sam Welsford a sprintar pela DSM. O líder da geral, Sam Bennett, ficou em quarto.

Contas feitas, Sam Bennett mantém a liderança da geral, agora com o mesmo tempo do Campeão Europeu, Fabio Jakobsen. Gerardo Tivani é o novo líder dos pontos, Tomas Contte da montanha e Tobias Lund Andresen (Team DSM) mantém a liderança da juventude. A Team DSM é a nova líder por equipas.

Classificações

Results powered by FirstCycling.com

Foto: Vuelta a San Juan OK

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock