Exemplo de cair e levantar mais forte! Roglic é campeão Olímpico de Contrarrelógio!

O esloveno Primoz Roglic é o novo campeão Olímpico na especialidade de Contrarrelógio, depois de um intenso esforço ao longo de 44.2km ao redor da Fuji International Speedway. O esloveno recuperou da melhor forma da queda do Le Tour de France, para vencer uma das provas mais especiais do calendário internacional. Aos 31 anos, Roglic terminou o percurso num tempo de 55:04, tendo definido os tempos mais rápidos ao longo de todo o traçado, com exceção do primeiro parcial intermédio ao km 9.7. O esloveno passou de forma perfeita todas as subidas, descidas, planos e zonas técnicas, para se afastar dos seus adversários e ultrapassar também alguns durante a cavalgada heróica.

Primoz Roglic (Slovenia) no Circuito Internacional de Fuji

Todos os corredores gastaram, pelo menos, um minuto a mais que Roglic, sendo que foi o holandês Tom Dumoulin quem mais se aproximou, fechando em 56:06, com mais 1:01 que o seu parceiro de equipa.

O australiano Rohan Dennis, que falhou a prova de fundo para preparar da melhor forma a prova de hoje, foi obrigado a contentar-se com a terceira posição e medalha de bronze, terminando com mais 1:04 que Roglic. Por apenas quatro décimos de segundo, o suíço Stefan Kung não conseguiu bater o tempo do australiano, ficando fora das medalhas para desilusão do corredor da Groupama – FDJ. Ainda assim, foi uma belíssima prestação do suíço atendendo às caraterísticas do percurso.

Já o campeão mundial em título, o italiano Filippo Ganna, começou muito forte, tendo sido o melhor tempo no primeiro intermédio, mas ao longo das subidas e da dureza do percurso foi cedendo segundo atrás de segundo, terminando a prova com o quinto melhor tempo, a 1:05. Outro grande favorito, o vencedor da medalha de prata na prova de fundo, o belga Wout van Aert, perdeu o comboio das medalhas dentro da 2ª volta, quebrando e acusando desgaste de sábado, para acabar o contrarrelógio na sexta posição, já a 1:40 de Roglic.

Os portugueses sofreram muito das condições adversas meterológicas e acabaram por não conseguir concretizar os objetivos que tinham definido para esta prova. João Almeida foi o melhor dos dois, na 16ª posição a 3:29, e Nelson Oliveira foi 21º a 3:55.

No final da prestação de Nelson Oliveira, o corredor de Anadia estava visivelmente desiludido, pedindo desculpa pelo resultado e agradecendo todo o apoio aos portugueses ao longo destes dias. Afirmou que irá participar na Vuelta a Burgos, daqui a 5 dias, na preparação para o grande objetivo da época da Movistar, a Vuelta a España. Para João Almeida foi uma estreia Olímpica positiva, com o ciclista das Caldas da Rainha a confirmar os rumores de que vai estar presente nos Europeus de estrada, na “Clássica das Folhas Caídas”, o Giro di Lombardia, e no Giro dell’Emilia.

João Almeida na Fuji International Speedway

Como tudo se desenrolou?

Os ciclistas percorreram duas voltas do circuito de 22.1km, que começou e terminou na Fuji International Speedway. Depois de partirem da reta de partida e chegada da pista, os corredores dirigir-se-ão para uma descida nos primeiros 4km da sua prova, antes de iniciarem uma subida de 5km até ao ponto mais alto do percurso, a sul do circuito. Um trajeto levará os corredores entre um plano e uma descida até à entrada do circuito de corridas motorizadas. Os ciclistas irão então enfrentar outra subida, mais pequena, a mesma onde Carapaz despachou Brandon McNulty na prova de fundo, cumprindo uma volta completa ao circuito, completando assim 22.1km.

Em condições nubladas e quentes, com a humidade a 95%, mais valia dizer que os corredores estavam a correr dentro de um Jacuzzi. Os atletas foram divididos em três partidas diferentes, com o canadiano Hugo Houle a definir o primeiro tempo de referência, no primeiro grupo de ciclistas a arrancar. Ao fim deste primeiro grupo, Nelson Oliveira era quarto, tendo gastado mais 1:03 que o canadiano.

Hugo Houle (Canada), a primeira grande referência

Houle esteve na cadeira quente até o belga Remco Evenepoel, no segundo grupo de atletas o ter finalmente destronado com uma excelente exibição. Porém, o jovem prodígio esteve durante pouco tempo sentado, já que um super Rigoberto Urán (Colombia) conseguiria depois estabelecer um novo melhor tempo por apenas 3s, com o belga a ter ficado claramente chateado e amuado.

Rigoberto Uran na Fuji International Speedway

O colombiano manteve-se em primeiro, até que Dumoulin demoliu o seu tempo em bem mais de um minuto, para se marcar como um grande candidato ao pódio final. Dumoulin, que chocou o mundo do ciclismo ao afastar-se do desporto antes do início da época, mostrou que recuperou o seu foco competitivo ao estabelecer o seu tempo como o melhor em todos os pontos intermédios, e tendo dobrado ainda o norte-americano Brandon McNulty.

Infelizmente para Dumoulin, Roglič estava a fazer uma contrarrelógio louco, apanhando tanto o dinamarquês Kasper Asgreen como o português João Almeida, que tinham partido 1:30 e 3:00 minutos antes de si. Asgreen, ainda assim, terminou em sétimo. Roglič estabeleceu a sua marca bem abaixo dos 56 minutos, para finalizar como o único ciclista na casa dos 55 minutos. Rohan Dennis chegaria pouco depois com o terceiro tempo, mas a emoção estaria ainda longe do fim.

Os três últimos corredores a sair eram três dos grandes contrarrelogistas da atualidade: o Campeão Europeu Stefan Küng, o Campeão Mundial Ganna, e o medalha de prata na corrida de estrada, Wout Van Aert. Dos três, apenas Ganna ainda esteve na luta pelo ouro, na fase inicial da prova, mas a luta dos três acabou por ser nas outras duas medalhas, ainda que sem sucesso, com Küng a terminar em quarto lugar, Ganna em quinto e Van Aert em sexto.

Tanto Küng como Ganna ficaram a menos de dois segundos do tempo da medalha de bronze. No entanto, o dia foi o da Eslovénia, pois conseguiu ganhar a sua primeira medalha de Ouro Olímpica no ciclismo, e a sua segunda medalha destes Jogos, depois do bronze de Tadej Pogačar na prova de fundo.

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock