Elisa Longo Borghini vence o GP de Plouay com mais uma exibição ofensiva!

A italiana Elisa Longo Borghini (Trek – Segafredo) venceu o GP de Plouay , uma clássica de 150.5km corrida num circuito pela região de Plouay, chegando em solitário à meta. A francesa Gladys Verhulst (Arkéa Pro Cycling Team) e a americana Kristen Faulkner (Team Tibco – Silicon Valley Bank) completaram o pódio, ao serem as mais fortes ao sprint no pequeno pelotão, que chegou a 10s da vencedora.

O GP de Plouay começou com um ritmo baixo. 50km percorridos e ainda não existia fuga formada. Duas das favoritas à vitória, Ashleigh Moolman-Pasio (Team SD Worx) e Lizzie Deignan (Trek – Segafredo), sofriam com um furo e um problema mecânico. A 75km do fim, Anna Van der Breggen (Team SD Worx), Ruth Winder (Trek – Segafredo), Franziska Koch (Team DSM) , Anna Henderson e Riejanne Markus (Jumbo – Visma) conseguiram ganhar uma vantagem sobre o pelotão, mas foram alcançadas 8km depois. Jade Wiel (FDJ Nouvelle – Aquitaine Futuroscope) e Alena Amialiusik (Canyon // Sram Racing) atacaram de seguida e formaram aquela que seria a fuga do dia. A 62km do fim, as duas da frente tinham 1:30 de vantagem.

A 49km do fim, as duas da frente tinham 2:50 de vantagem sobre o pelotão. Um grupo com Anna Shackley (Team SD Worx), Ruth Winder, Eugenia Bujak (Alé BTC Ljubljana), Floortje Mackaij (Team DSM), Julie Van de Velde (Jumbo – Visma), Pauliena Rooijakkers (Liv Racing), Elise Chabbey (Canyon // Sram Racing), Abi Smith (Team Tibco – Silicon Valley Bank) e Elena Pirrone (Valcar – Travel & Service) atacou e estava a 2:10 das duas da frente.

Perfil do GP de Plouay

A 35km da chegada, Amialiusik ficou isolada na frente e o grupo que seguia intermédio foi alcançado. 8km depois, a bielorrussa tinha 1:30 de vantagem. A 23km do fim, Elisa Longo Borghini fez um grande ataque e colocou-se a 15s de Amialiusik. Mavi Garcia (Alé BTC Ljubljana) foi a única que a perseguiu. 2km depois, Mavi e Longo chegaram a Amialiusik, que se encostou à roda das adversárias mais frescas. A 16km do fim, Lianne Lippert (Team DSM) juntou-se às três da frente. Chabbey eram quem puxava no pelotão, que acabou por alcançar o trio.

A 13km da meta, Tatiana Guderzo (Alé BTC Ljubljana) atacou e ficou isolada na frente. A 11km do fim, Borghini, Lippert e Erica Magnaldi (Ceratizit – WNT – Pro Cycling Team) juntaram -se a Guderzo. 1km depois, Borghini atacou e nenhuma conseguiu responder. A italiana tinha uma vantagem de 10s sobre as três perseguidoras. Mackaij saiu do pelotão quando as três perseguidoras foram alcançadas. A 7km da meta, Borghini tinha 17s de vantagem sobre Mackaij que estava intermédia e 28s sobre o pelotão.

A 4.4km da meta, a vantagem de Borghini estava na mesma, e Mavi Garcia atacou no pelotão, em busca de Mackaij. A 2.6km da meta, Garcia chegou a Mackaij, mas as receberam a companhia de Lippert e de Marta Cavalli (FDJ Nouvelle – Aquitaine Futuroscope). Kristen Faulkner acelerou e as quatro foram apanhadas. Mais ninguém conseguiu sair do pelotão e Longo Borghini já só foi vista na reta da meta, quando se preparava para levantar os braços e celebrar o triunfo. Atrás de si, o sprint pelos lugares mais baixos do pódio viu Gladys Verhulst ser a mais forte.

Pódio final

Pódio com Gladys Verhulst – Elisa Longo Borghini – Kristen Faulkner (da esquerda para a direita)

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock