Don Alex Aranburu Jauna conquista 2ª etapa do País Basco e oferece primeira do ano à Astana!

O espanhol Alex Aranburu (Astana – Premier Tech) venceu esta tarde a segunda etapa da Itzulia Basque Country – Volta ao País Vasco -, uma ligação de 154.8km entre Zalla e Sestao, aproveitando o trabalho de equipa para atacar na descida final e oferecer a primeira vitória da época à equipa Cazaque. O compatriota e colega de equipa Omar Fraile (Astana – Premier Tech) foi segundo, e o esloveno Tadej Pogacar (UAE Team Emirates) terceiro, ambos a 15s do vencedor.

Sete corredores tentaram a sorte na fuga do dia que se formou desde bastante cedo. Quinten Hermans (Intermarché – Wanty – Gobert), Kevin Vermaerke e Martijn Tusveld (Team DSM), Ben Gastauer (AG2R Citroen Team), Jon Irisarri (Caja Rural – Seguros RGA), Oscar Cabedo (Burgos – BH) e Mikel Iturria (Euskaltel – Euskadi) foram os audazes que se adiantaram ao pelotão, mas a iniciativa estava condenada por um bom trabalho no pelotão das equipas com ambições à luta pela classificação geral.

Liderados pela Movistar, os fugitivos foram apanhados na última subida categorizada do dia em La Asturiana. Oscar Cabedo distanciou-se dos companheiros de escapada logo nos primeiros metros mais inclinados, e acabou por ainda resistir durante 2.5km de subida. Os restantes foram sendo alcançados a conta-gotas, enquanto o pelotão partia perante o ritmo forte da Movistar. O francês David Gaudu (Groupama – FDJ) foi o primeiro a atacar, com menos de 18km para o final, e Tadej Pogacar, sentindo o cheiro a sangue que saía daquela movimentação seguiu-lhe a roda.

Por volta da mesma altura, era o equatoriano Richard Carapaz (INEOS Grenadiers) a sofrer uma queda numa curva mais apertada, que o impediu de voltar ao grupo que iria discutir a etapa. O duo foi apanhado já com 16km para a chegada, e os ataques continuaram, mas sem sucesso, com todos os líderes a marcarem-se uns aos outros. Como quem não quer a coisa, foi o alemão Maximilian Schachmann (Bora – Hansgrohe) que acelerou e conseguiu ganhar alguma vantagem, com o líder Primoz Roglic (Jumbo – Visma) a seguir a sua roda, e o norte-americano Brandon McNulty (UAE Team Emirates) e o colombiano Sergio Higuita (EF Education – Nippo) a fazerem-no também, mas com alguma dificuldade.

O quarteto cruzou o topo na frente da corrida, a 14km do final, iniciando a perigosa descida com 10s de vantagem para os favoritos, mas com muito cuidado, para não hipotecarem a luta pela geral. Graças a Pello Bilbao (Bahrain Victorious), o espaço acabou por ser fechado a 11km da meta, e logo no km seguinte, numa fase já mais rápida e com melhor estrada, foi Aranburu quem atacou sem reação dos adversários. O corredor da Astana rapidamente criou um grande espaço, especialmente porque os seus companheiros de equipa fizeram um bom trabalho ao bloquear a perseguição, e o único que ainda tentou fechar em descida, Esteban Chaves (Team BikeExchange), não tinha a audácia do espanhol neste terreno. Aranburu teve 39s de vantagem, que acabaram por se reduzir a 30s nos 2km planos antes da última rampa, e aguentou no difícil km final em direcção a Sestao, para garantir assim a sua primeira vitória World Tour, e a primeira vitória de Astana nesta temporada.

Omar Fraile festejou a vitória do seu companheiro, com o segundo lugar na etapa, enquanto que Tadej Pogacar foi buscar uns segundos de bonificação com o 3º lugar. Primoz Roglic continua com a liderança da competição, agora com 5s de vantagem sobre Aranburu, que por pouco não assaltou o comando do esloveno.

A chegada a Sestao

Classificações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock