Dobradinha de Ewan, num sprint que podia ter dado asneira!

O australiano Caleb Ewan (Lotto – Soudal) venceu a décima primeira etapa do Le Tour de France, uma ligação de 167.5km entre Châtelaillon – Plage e Poitiers, batendo ao sprint o irlandês Sam Bennett (Deceuninck – QuickStep), e o belga Wout van Aert (Jumbo – Visma), ambos com o mesmo tempo do vencedor.

Décima primeira etapa do Tour de rance, mais um dia em que se previa um final ao sprint, e assim veio a suceder! Mathieu Ladagnous (Groupama – FDJ) foi o único escapado do dia, saindo do pelotão logo ao km0, e conquistando uma vantagem que foi até aos 5 minutos.

Por volta do km 20, ataque de Jasper Stuyven (Trek – Segafredo), Oliver Naesen (AG2R La Mondiale), Michael Gogl (NTT Pro Cycling), Stefan uüng (Groupama – FDJ), Lukas Postlberger (Bora – Hansgrohe), Tom Van Asbroeck (Israel Start-Up Nation), o que forçou o pelotão a acelerar, para alcançar um grupo tão perigoso, o que acabou por acontecer cerca de 20 minutos depois, com a vantagem de Ladagnous a voltar a aumentar para cima dos dois minutos após o francês ter perdido mais de 3 minutos da vantagem que detinha!

A partir daí o pelotão foi apenas controlando Ladagnous à distância, com Thomas de Gendt (Lotto – Soudal) e Tim Declercq (Deceuninck – QuickStep) à cabeça. No sprint intermédio, já a 60km do final, Sam Bennett foi o primeiro do pelotão,

A partir dos últimos 40km o nervosismo voltou a surgir, Lukas Postleberger (Bora – Hansgrohe) abandonou a 38km do fim, depois de ter passado mal a noite e ter estado 130km desconfortável na etapa. Pouco depois, um estreitamento, e alguma desatenção, a provocar uma queda grave para Ion Izagirre (Astana Pro Team) e Jose Joaquin Rojas (Movistar), com o espanhol da Astana a ter de abandonar com um grande corte no peito do lado direito.

Com 6km para o final, novo ataque de Postleberger, na tentativa de endurecer a corrida para Sagan nas rampas finais, que foi desde logo seguido por Kasper Asgreen e Bob Jungels (Deceuninck – QuickStep). Asgreen fez a ponte e deixou-se ficar, mas Jungels e Postleberger acabaram por ser alcançados a 3km do final.

Várias equipas apareceram para lançar o sprint final, todas já com poucos homens, mas foi Wout van Aert quem abriu, a quase 350m do final! O belga manteve-se na frente mesmo até aos últimos metros, sendo apenas passado por Ewan, Bennett e Sagan, mesmo sobre o risco de meta, onde estava já sem forças. Parecia que Ewan tinha ganho, apesar da curta diferença, e o photofinish veio a confirmar isso mesmo!

As imagens da chegada vieram também dar uma desclassificação de Peter Sagan, depois do eslovaco ter dado uma cabeçada a Wout van Aert para o poder passar na discussão do sprint. Sagan quis passar ilegalmente por onde não tinha espaço, e acabou por ser, e bem, penalizado pelos comissários de prova, após colocar em risco vários outros ciclistas neste final ao sprint.

Nelson Oliveira foi 80º, com o mesmo tempo do vencedor, e é agora 57º na geral, a 1:07:35 de Roglic, que continua de amarelo. Com a desclassificação de Sagan, Bennett alarga ainda mais a vantagem na classificação dos pontos, enquanto Cosnefroy e Bernal mantêm a liderança da montanha e juventude, respetivamente.

No passatempo, segunda vitória consecutiva para Francisco Silva, com Daniel Meneses a ver a sua vantagem na geral reduzir-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock