Dobradinha da Quick Step com Remi Cavagna a vencer o contrarrelógio e João Almeida a garantir a geral a uma etapa do fim!

O francês Remi Cavagna (Deceuninck – Quick Step) venceu a sexta etapa do Tour de Pologne, um contrarrelógio de 17.9km na cidade de Katowice, batendo por 13s o seu colega de equipa e líder da geral, o português João Almeida (Deceuninck – Quick Step). O polaco Maciej Bodnar (Bora – Hansgrohe) foi terceiro, a 16s do francês.

O contrarrelógio começou com Marcel Sieberg (Lotto Soudal) na estrada, ele que foi o primeiro a marcar tempo na meta, com 24:21, mas não durou muito na frente, pois Max Walscheid (Team Qhubeka NextHash) marcou o tempo de 22:31, uma marca que muito provavelmente acabaria no top10 final. Walscheid também durou poucos minutos na liderança, pois Mikkel Bjerg (UAE Team Emirates) bateu o alemão por apenas 3s.

O vencedor de ontem, Nikias Arndt (Team DSM), fez um belo tempo de 22:38, que o colocou em terceiro no momento em que cortou a meta, mas o alemão não durou muito no pódio, pois Maciej Bodnar bateu o tempo de Bjerg por apenas dois segundos. Bodnar não se sentou na cadeira de vencedor durante muito tempo, pois Remi Cavagna marcou um tempo canhão de 22:10, um excelente tempo do francês que veio dos Jogos Olímpicos até à Polónia, após uma exibição fora das expectativas no contrarrelógio de Tokyo.

Pascal Eenkhoorn (Jumbo – Visma) e Ben Tulett (Alpecin – Fenix) marcaram bons tempos de 22:58 e 23:03, respetivamente, e viam as suas chances de poderem entrar no top10 da geral aumentarem.

Remi Cavagna durante o contrarrelógio.

Mikkel Honore (Deceuninck – Quick Step) marcou um belo tempo de 22:39 que poderia garantir-lhe o top5 na geral final. Tim Wellens (Louto Soudal) também marcou um bom tempo, com 22:44, que lhe segurava o top6 final na geral. Einer Rubio (Movistar Team) marcou um mau tempo, com 24:21, e via as suas chances de acabar no top10 da geral terminarem. Dylan Teuns (Bahrain Victorious) e Giovanni Aleotti (Bora – Hansgrohe) marcaram um sólido tempo de 23:16 e 23:26, respetivamente, que lhes poderia segurar o top10 na geral.

Jai Hindley (Team DSM) surpreendeu e fez um bom tempo, para um ciclista em que um dos seus pontos fracos é o contrarrelógio, marcando o tempo de 22:57, mas não chegou para garantir o top6 na geral. Lorenzo Rota (Intermaché – Wanty – Gobert) marcou o tempo de 23:36, tempo este que não segurou o top5 e o top10 da geral ao italiano.

Michal Kwiatkowski (Ineos Grenadiers) marcou um fantástico tempo de 22:29, que o levou ao quinto lugar no contrarrelógio e ao top3 da geral final. Diego Ulissi (UAE Team Emirates) começou muito bem na parte inicial, ganhando tempo a João Almeida e a Matej Mohoric (Bahrain Victorious,) mas acabou por quebrar na parte final, marcando o tempo de 22:46 que lhe fez perder o top3 na geral. Mohoric marcou o tempo de 22:41 e conseguiu segurar o segundo lugar na geral por apenas 6s sobre Kwiatkowski. Almeida marcou o segundo melhor tempo do dia, em 22:23, e ficou a 12s do seu companheiro de equipa Cavagna. mas este tempo garantiu-lhe o primeiro lugar na geral e a defesa com sucesso da camisola amarela!

João Almeida mantém a liderança da geral após um fantástico contrarrelógio, que também o levou a ser o novo líder da classificação por pontos. Lukasz Owsian (Poland National Team) mantém a liderança da classificação da montanha e Taco van der Hoorn (Intermarché – Wanty – Gobert) mantém a liderança da classificação dos sprints intermédios.

Pódio final da etapa

Classificações Completas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock