Depois do Europeu, Breggen é agora campeã do Mundo de contrarrelógio pela primeira vez na carreira!

A holandesa Anna van der Breggen venceu pela primeira vez na carreira o título de campeã mundial de contrarrelógio, em Ímola, após cumprir os 31.7km do traçado em 40:20, batendo a suiça Marlen Reusser por 15 segundos, e a compatriota Ellen van Dijk por 30 segundos!

Primeiro dia de Mundiais, com o contrarrelógio feminino a sair para a estrada com a linha de chegada situada no Autódromo Enzo e Dino Ferrari em Ímola. Os primeiros tempos de referência do dia foram marcados por Mikayla Harvey (Nova Zelâdia) em 42:53 e Elizabeth Banks (Reino Unido) em 42:43.

Nem 1 minuto depois chegou a dinamarquesa Emma Cecilie Norsgaard, que bateu este tempo por larga margem, e sentou-se na hot seat, com um tempo de 41:42. Várias ameaças foram chegando, essencialmente por parte da germânica Meke Kroger e a norte-americana Lauren Stephens, mas sem sucesso para bater o tempo de Norsgaard.

Um novo melhor tempo acabou por surgir com a chegada da australiana Grace Brown, surpreendo os espectadores, e as adversárias, finalizando o esforço individual em 41:21. As especialistas tinham um desafio pela frente, e Ellen van Dijk não se fez rogada, e fechou a prova em 40:50, subindo para a cadeira quente para ver o final de prova das suas rivais.

No mesmo momento, Chloe Dygert, a norte-americana campeã desta mesma prova no ano de 2019, que liderava com 26s sobre a suiça Marlen Reusser no ponto intermédio, caía com algum aparato, após perder o controlo numa curva para a direita em descida, e embater num rail, atirando-a por cima do mesmo. O estado de Dygert era preocupante, e obrigou-a a abandonar a prova e seguir de ambulância para o hospital, sabendo nós que ela estava consciente no local.

A prova prosseguiu com Vitoria Bussi a não ser ameaça para van Dijk, muito menos Anna Plichta, Juliette Labous, ou Alena Amialiusk. A alemã Lisa Brennauer ficou perto do tempo de van Dijk, e chegou em 41:05, fechando no segundo lugar com Reusser e Breggen por chegar. A suíça veio logo de seguida, e com um tempo de 40:35 subiu a primeira, sabendo que tinha 10s de vantagem sobre Breggen no ponto intermédio. Breggen, porém, fez uma segunda metade de contrarrelógio exímia, e não só recuperou os 10s, como ganhou outros 15, e terminou a prova em 40:20, para se sagrar campeã mundial de contrarrelógio pela primeira vez na sua exímia carreira!

O pódio final com Marlen Reusser, Anna van der Breggen e Ellen van Dijk (por esta ordem na foto)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock