Depois de uma fuga rompe-pernas, Magnus Cort vence ao sprint em Cordoba!

O dinamarquês Magnus Cort (EF Education – Nippo)venceu a décima segunda etapa da La Vuelta a España, uma ligação de 175km entre Jaén e Córdoba, batendo ao sprint o italiano Andrea Bagioli (Deceuninck – Quick Step) e o australiano Michael Matthews (Team BikeExchange), para conquistar a sua segunda vitória de etapa nesta edição da La Vuelta.

A décima segunda jornada da La Vuelta a España apresentou ao pelotão mais uma jornada bastante acidentada com duas contagens de montanha a anteceder um final plano, e ainda uma descida bastante técnica. Os ataques começaram desde cedo e a maior dificuldade foi mesmo para encontrar a fuga do dia. Perante um ritmo inicial muito rápido, só a 97km do fim se conseguiu começar a formar a escapada, mas o pelotão nunca tirou propriamente o pé do acelerador.

Mikel Iturria (Euskaltel – Euskadi), Sebastian Berwick (Israel Start-Up Nation) e Sander Armee (Team Qhubeka NextHash) foram os primeiros a ganhar terreno e a ele juntar-se-iam depois Chad Haga (Team DSM), Maxim van Gils (Lotto Soudal), Stan Dewulf (AG2R Citroen Team), Jetse Bol (Burgos – BH) e Julen Amezqueta (Caja Rural – Seguros RGA). O pelotão nunca deixou a vantagem chegar sequer aos 2:00, já que vários interesses se poderiam jogar no dia de hoje.

A fuga do dia na Ponte Romana de Córdoba (Foto: Charly Lopez).

Foi já na primeira subida, a terceira categoria do Alto de San Jeronimo que a corrida se começou a decidir, com o pelotão a perder unidades, uma das quais o equatoriano Richard Carapaz (Ineos Grenadiers), que assim poupava forças para um dos próximos dias em que seria mais importante. A 55km do fim deu-se uma queda em plena contagem com Primoz Roglic (Jumbo – Visma) e Adam Yates (Ineos Grenadiers) a ficarem envolvidos, assim como o português Nelson Oliveira (Movistar), que ficou com a coxa direita bastante maltratada. A UAE Team Emirates assumia o pelotão, na tentativa de selecionar a corrida para que Matteo Trentin pudesse chegar e sprintar num grupo reduzido. Mikel Iturria foi o primeiro a passar na contagem de montanha, a 49km do fim.

O pelotão seguiu com a UAE Emirates ao comando, numa fase em que estava reduzido a cerca de 80 unidades e a cerca de 1:00 dos ciclistas escapados. Na entrada para a segunda categoria do Alto del 14%, Mikel Landa (Bahrain Victorious) foi um dos ciclistas a descolar do pelotão e a ceder tempo, mas o espanhol já está de olho na conquista de etapas. Os fugitivos foram sendo progressivamente alcançados com o aumentar da pendente na subida, mas foi já a 20km da meta que Jay Vine (Alpecin – Fenix) e Giulio Ciccone (Trek – Segafredo) atacaram, quando Damiano Caruso (Bahrain Victorious) comandava um pelotão reduzido a cerca de 30 ciclistas. Rapidamente Romain Bardet (Team DSM) e Sergio Henao (Team Qhubeka NextHash) conseguiram fazer a ponte e o quarteto seguiu em vantagem para o pelotão conforme cruzava o topo.

Nelson Oliveira visivelmente marcado pela queda.

Michael Matthews e Magnus Cort ainda descolaram do pelotão, mas no início da técnica descida para a meta acabaram por reentrar e respirar, ganhando de novo forças para o final. O quarteto entrou na fase plana com cerca de 30s de vantagem para o pelotão, mas a após a perseguição da BikeExchange acabaram por ser apanhados já a pouco menos de 2km para o final. A equipa australiana entrou na frente para o último km, mas foi já a 500m do fim que Jens Keukeleire acelerou, e de que maneira, para levar Magnus Cort para a frente, surpreendendo Michael Matthews. O dinamaquês só teve de sair da roda do colega de equipa belga a 200m, para assim conquistar mais uma vitória de etapa nesta edição da La Vuelta!

Rui Oliveira (UAE Team Emirates) foi 101º a 12:05, Nelson Oliveira foi 129º a 14:33.

Odd Christian Eiking (Intermarche – Wanty – Gobert) chegou integrado no pelotão e permanece na liderança da geral. Fabio Jakobsen (Deceuninck – Quick Step) mantém a liderança dos pontos e Damiano Caruso da montanha. Egan Bernal (Ineos Grenadiers) permanece como o melhor jovem.

O Último Km

Classificações Completas

Classificações do Passatempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Releated

Please turn AdBlock off  | Por favor desative o AdBlock